Perfumaria e Cosméticos

Perfumaria e Cosméticos
Compre os seus produtos de beleza on-line.

Escola Bíblica Dominical - 2º Trimestre 2017 - Lição Nr 04

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Entendendo as diferenças entre Rezar e Orar...

Entendendo as diferenças entre Rezar e Orar...

Resultado de imagem para rezar

O que é Reza?

Segundo o dicionário informal Reza é: Repetição de palavras decoradas que nem sempre expressam o verdadeiro sentimento do coração.
Quem reza geralmente fala a Deus aos Santos ou entidades, mas fala palavras escritas ou decoradas, ao contrário da Oração, que são palavras extraídas diretamente do coração.

O que é Rezar?

Também segundo do dicionário informal - rezar é Repetir várias vezes orações já feitas por outros.
Exemplo: Ele aprendeu a rezar desde pequeno.

O que é Orar?

Segundo o dicionário informal Orar é: Falar com Deus... - Comunhão ativa com Deus, aprender a falar com Deus. - fazer um discurso.
Exemplo: Vamos orar pelos necessitados.

O grande diferencial!

- Este é o grande diferencial entre rezar e orar, rezar são palavras que na maioria das vezes não são nossas próprias palavras, e, sim algo que se aprendeu por conta e imposição de uma religião, palavras decoradas que são expostas em folhas de papel para que sejam decoradas e repetidas por várias e várias vezes. Já a Oração é o falar com Deus, com o real sentimento do que vem do mais profundo do nosso coração expressando o nosso real pensamento, nossos sonhos, nossas ansiedades nossas fraquezas e até mesmo nossas rebeldias, a oração é a maior e melhor  forma de expressarmos os nossos sinceros sentimentos, com respeito e temor à Deus, demonstrando à Ele que temos a vontade e principalmente a necessidade de um relacionamento e uma aliança verdadeira. A oração é algo maravilhoso quando temos uma grande aliança com Deus, pois diferente de rezar que muitas vezes e certamente não são nossas palavras; a oração é  algo que agrada com certeza à Deus pois ele vê em nós a nossa necessidade e a nossa busca de um relacionamento com Ele. A oração deve levar ao conhecimento de Deus primeiro o nosso arrependimento, em seguida expressar o nosso amor e sinceridade para com Ele, não com palavras decoradas, mas sim, com todas as palavras que vierem do nosso coração para a boca. Deus está sempre disposto e com os Seus ouvidos atentos para nós, no entanto nas rezas decoradas com certeza estamos causando uma confusão para com o Deus que tanto nos ama, e Ele, mesmo nos dá esta liberdade de levarmos diretamente a Ele em oração tudo aquilo que necessitamos, sem intermediários e sem palavras decoradas.
Em Sua oração modelo "O Pai nosso" o próprio Senhor Jesus, nos dá uma lição sobre como deve ser nossa oração pessoal ou coletiva "E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.
Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
Mateus 6:7-8". Quando Jesus nos deu como exemplo este modelo de oração universal, não foi com a intenção de que nós o utilizássemos com "copiar e colar" mas sim com a instrução de como entrar em oração na presença de Deus ou seja, adorando, honrando e glorificando o nosso criador e em seguida levando a Ele os nossos anseios e necessidades, mesmo que Ele já os conheça desde antes do nosso nascimento. Lembre-se que muitas rezas foram e são criadas por homens, mas o relacionamento e a aliança verdadeira entre Deus e o homem é pessoal e intransferível. Se simplesmente abrir a boca e dizer "Pai nosso" Deus já ouviu e atendeu todos os nossos anseios e necessidades, mas, no entanto, Ele  quer ouvir de mim e de você que nós o amamos e adoramos somente a Ele, isso com as nossas palavras para Deus não importa se falamos bonito, com um português ou qualquer outra língua corretos, Ele quer é nos ouvir em oração.

Resultado de imagem para orar

Para simples reflexão quanto à criação de Deus e a criação pelo homens:

Uma doutrina para ser verdadeira, tem que estar de acordo com a palavra de Deus. "À lei e ao Testemunho; Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles." (Isaías 8:20) Com a Reforma do Século XVI, estas heresias foram repudiadas por não fazer parte da Religião de Jesus, conforme ensina o Velho Testamento.
 HeresiasAno
1. DE TODAS AS TRADIÇÕES HUMANAS ensinadas e praticadas pela Igreja Católica Romana, que são contrárias à Bíblia, as mais antigas são as preces para os mortos e o sinal da Cruz.
Ambas surgiram 300 anos após Cristo
310
2. As Velas de parafina foram introduzidas na igreja cerca de300
3. A Veneração aos anjos e santos mortos cerca do ano375
4. A Missa, como uma celebração diária, adotada em394
5. A Adoração a Maria, mãe de Jesus, e o uso do termo, "Mãe de Deus", como aplicado a ela, teve origem no conselho de Efésios em
431
6. Os Padres passaram a se vestir diferentemente dos leigos em500
7. A doutrina do Purgatório foi estabelecida primeiro, por Gregório o Grande, a cerca do ano de  593
8. O Latin, como língua das orações e dos cultos nas igrejas, foi também imposto pelo Papa Gregório I. 600 anos após Cristo.

A palavra de Deus proíbe a oração e a pregação em uma língua desconhecida. ( I Cor. 14:9).
600
9. A Bíblia ensina que oremos a Deus apenas. Na igreja primitiva, nunca houveram orações dirigidas a Maria, nem aos santos mortos. Esta prática começou na Igreja Romana cerca de

 (Mateus 11:28; Lucas 1:46; Atos 10: 25-26; 14: 14-18).
  600
10. O Papado é de origem pagã. O título papa ou bispo universal, foi dado ao bispo de Roma, pelo cruel imperador Phocas, primeiramente no ano de

Ele deu este nome a ele com o objetivo de causar um descontentamento ao Bispo Ciriacus de Constantinopla, quem justamente o excomungou por ter causado a morte de seu antecessor, imperador Mauritus. Gregório I, o então bispo de Roma, recusou o título, mas seu sucessor, Bonifácio III, foi o primeiro a assumir o título de "papa." Jesus não apontou Pedro ao comando de seus apóstolos, e proibiu qualquer um a tal posto. (Lucas 22: 24-26; Efésios 1:22-23; Colossenses 1:18; I Coríntios 3:11).
Nota: - Nem há qualquer menção nas Escrituras, nem na história, que afirma que Pedro em algum momento esteve em Roma, tampouco que ele fora papa lá por 25 anos; Clemente, 3º Bispo de Roma, ressalta que não há nenhuma evidência real do século I, de afirmar que Pedro em algum momento esteve em Roma.
610
11. O ato de beijar os pés do Papa começou em
Era um costume pagão beijar os pés de imperadores. A palavra de Deus proíbe tais práticas. (Leia Atos 10: 25-26; Rev. 19:10; 22:9).
709
12. O poder Temporal dos Papas começou em

Quando Pepin, o usurpador do trono da França, dirigiu-se a Itália, convocado pelo Papa Stephen II, para a guerra contra os Longobards Italianos, ele os dizimou, e deu a cidade de Roma e suas vizinhanças ao papa. Jesus expressamente proíbe tal coisa, e Ele mesmo recusou ser posto rei do mundo. (Leia Mateus 4: 8-9; 20: 25-26, João 18:38).
750
13. Veneração da cruz, de imagens e relíquias foi autorizada em

Isto foi por ordem da Imperatriz Irene de Constantinopla, quem causou a extirpação dos olhos de seu próprio filho, Constantino VI, e então
chamou um conselho da igreja, por solicitação do papa de Roma Hadrian I, naquele tempo. Tal prática é simplesmente chamada de IDOLATRIA na Bíblia, e é severamente condenada. (Leia Êxodos 20:4; 3:17; Deuteronômio 27:15: Salmos 115).
788
14. A Água Benta, misturada com uma pitada de sal e abençoada pelo padre, foi autorizada em
850
15. A Veneração a São José começou em890
16. O Batismo dos sinos foi instituído pelo papa João XIV, no ano de
965
17. A Canonização dos santos mortos, foi feita pelo Papa João XV.

 Todos os crentes e seguidores de Cristo, são chamados de santos pela Bíblia. (Leia Romanos 1:7; I Coríntios 1:2).
995
18. Jejuar as sextas-feiras e durante as Quaresmas, foram tradições impostas no ano de

pelos papas, que se disseram interessados pelo comércio de peixe. (bula papal, ou permitir que se coma carne), algumas autoridades dizem, que começou no ano de 700. Isto é contra o claro ensino do Evangelho. (Leia Mateus 15:10; I Coríntios 10:25; I Timóteo 4:1-3).
998
19. A Missa foi desenvolvida gradualmente como um sacrifício; passou a ser obrigatória no Século XI.

O Evangelho ensina que o sacrifício de Cristo foi oferecido uma vez para todos, e não é para ser repetido, mas apenas lembrado na Ceia do Senhor. (Leia Hebreus 7:27; 9:26-28; 10:10-14).
 
20. O celibato do sacerdócio foi decretado pelo Papa Hildebrand, Bonifácio VII, no ano de

Jesus não impôs nenhuma regra parecida, nem os seus apóstolos. Pelo contrário, São Pedro foi um homem casado, e São Paulo diz que convém que os bispos tenham mulher e filhos. (Leia I Timóteo 3:2,5, e 12; Mateus 8: 14-15).
1079
21. O Rosário, ou o terço de oração, foi introduzido pelo Pedro o Eremita, no ano de 1090. Copiado dos Hindus e Muçulmanos

A diversidade de orações é uma prática pagã, e é expressamente condenada por Cristo. (Mateus 6 :5-13).
1090
22. A Inquisição dos hereges foi instituída pelo Conselho de Verona, no ano de 1184.

 Jesus nunca ensinou o uso da força para difundir Sua religião
1184
23. A venda de Indulgências, usualmente considerada como a compra do perdão que permite indultar o pecado, começou no ano de

O Cristianismo, conforme o que ensina o Evangelho, condena tal comercio, e foi o protesto contra este tráfico que trouxe a tona a Reforma Protestante no Século XVI.
1190
24. O Dogma da Transubstanciação foi decretado pelo Papa Inocêncio III, no ano

Através desta doutrina, o padre pretende fazer um milagre diário, de transformar uma hóstia no próprio corpo de Cristo, e então, ele finge come-lO vivo na presença do povo durante a Missa. O Evangelho condena tais absurdos; A Ceia do Senhor é simplesmente um memorial do sacrifício de Cristo. A presença espiritual de Cristo está implicada no Sacramento. (Leia Lucas 22: 19-20; João 6:35; I Coríntios 11:26).
1215
25. A Confissão dos pecados ao padre, uma vez ao ano, foi instituída pelo Papa Inocêncio III, no Conselho de Lateran, no ano de

O Evangelho nos ordena que confessemos nossos pecados diretamente a Deus. (Leia Salmos 51: -10; Lucas 7:48; 15:21; I João 1:8-9).
1215
26. A adoração à Hóstia, foi decretada pelo Papa Honório, no ano de

Deste modo, a Igreja Romana adora um Deus feito pelas mãos do homem. Isto é grossa idolatria, e absolutamente contrária ao espírito do Evangelho. (Leia João 4:24).
1220
27. A proibição da Bíblia aos leigos, e a sua inclusão na lista de livros proibidos pelo conselho de Valência em

Jesus ordena que as Escrituras sejam lidas por todos. (João 5:39; I Timóteo 3:15-17).
1287
28. O Escapulário foi inventado por Simon Stock, um monge inglês, no ano de

Trata-se de uma tira de tecido marrom, com o desenho da Virgem, que supõe conter virtudes sobrenaturais para proteger de todos os perigos, aqueles que as vestirem sobre a pele nua. Isto é feiticismo.
1287
29. A Igreja Romana proibiu o cálice aos fiéis, pela instituição de um tipo só no Conselho de Constância em

 O Evangelho nos ordena que celebremos a Ceia do Senho com pão e fruto da vide. (Leia Mateus 26:27; I Coríntios 11: 26-29).
1414
30. A Doutrina do Purgatório foi proclamada como dogma de fé, pelo Conselho de Florença em

Não existe nenhuma palavra na Bíblia que ensina o purgatório dos padres. O sangue de Jesus Cristo nos purifica de todos os pecados. (Leia I João 1:7-9; 2:1-2; João 5:24, Romanos 8:1).
1439
31. A doutrina dos 7 Sacramentos foi afirmada em

O Evangelho diz que Cristo instituiu apenas duas ordenanças, o Batismo e a Ceia do Senhor. (Leia Mateus 28:19-20; 26:26-28).
1439
32. A Ave Maria, parte da última metade de

Cinqüenta anos depois, e então, foi finalmente aprovado pelo Papa Sixtus V, ao final do Século XVI.
1508
33. O Conselho de Trento, ocorrido no ano de 1545, declarou que a Tradiçãotivesse autoridade igual à Bíblia

Pela tradição quer dizer os ensinamentos dos homens. Os Fariseus creram do mesmo modo, e Jesus amargamente os condenou, pois por ensinar tradições humanas, eles negaram os mandamentos de Deus. (Leia Marcos 7:7-13; Colossenses 2-8; Apocalipse 22:18).
1545
34. Os livros apócrifos também foram incluídos à Bíblia pelo Conselho de Trento, em

Estes livros não foram reconhecidos como canônicos pela Igreja primitiva (Leia Apocalipse 22: 8-9).
1546
35. O Credo do Papa Pius IV, foi imposto como credo oficial 1560 anos após Cristo e os Apóstolos, em

Os verdadeiros Cristãos mantêm as Escrituras Sagradas e o Credo dos Apóstolos, como seus únicos credos. Sendo assim, o credo deles é 1.500 anos mais antigo do que o credo dos Católicos Romanos. (Leia Gálatas 1:8).
1560
36. A Concepção Imaculada da Virgem Maria foi proclamada pelo Papa Pius IX no ano de

O Evangelho diz que todos os homens, com a única exceção de Cristo, são pecadores. A própria Maria, necessitou de um Salvador. (Leia Romanos 3:23; 5:12; Salmos 51:5; Lucas 1:30; 46-47.)
1854
37. No ano 1870 após Cristo, o Papa Pius IX proclamou o dogma daInfalibilidade Papal

Isto é uma blasfêmia, e um sinal da apostasia e do anticristo, previstos pelo apostolo São Paulo. (Leia II Tessalonicenses 2:2-12; Apocalipse 17:1-9; 13:5-8, 18).
1870
38. O Papa Piu X, no ano de 1907, condenou junto com o "Modernismo", todas as descobertas da ciência moderna, as quais não eram aprovadas pelas Igreja

 Pius IX fez a mesma coisa no Sílabo de 1864.
1907
39. No ano de 1930, Pius XI condenou as Escolas Públicas 
40. No ano de 1931, o mesmo Papa, Pius XI, reafirmou a doutrina a qual Maria era "a Mãe de Deus"

 Esta doutrina foi primeiramente inventada pelo o Conselho de Efésios, no ano de 431. Isto é uma heresia, que contradiz as próprias palavras de Maria. (Leia Lucas 1:46-49; João 2:1-5).
1931
41. No ano de 1950, o último dogma foi proclamado pelo Papa Pius XII, a Assunção da Virgem Maria
1950


Fonte de Estudos e Pesquisas: http://www.dicionarioinformal.com.br/


Classificação da Perseguição Religiosa 2016!

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2016.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram