SBB

Escola Bíblica Dominical - 4º Trimestre 2017 - Lição Nr 08

Canal Luisa Criativa

= Assista, curta, comente, inscreva-se e compartilhe. Atualização semanal todos os domingos às 16:00 horas.

terça-feira, 8 de julho de 2014

A Celebração da Ceia

 

Lucas 22.17-20

-Introdução: A Ceia é uma celebração própria da Igreja, instituída pelo próprio Senhor Jesus, que tem aspectos doutrinários simbólicos (pão e vinho) e cerimoniais (ritual). Porém muito mais do que isso a Ceia tem um sentido fortemente espiritual para quem participa.
    A Confissão de Fé de Westminster em 1643 definiu a Ceia para os protestantes reformados:
“Na noite em que foi traído, nosso Senhor Jesus instituiu o sacramento do seu corpo e sangue, chamado Ceia do Senhor, para ser observado em sua Igreja até o fim do mundo, a fim de lembrar perpetuamente o sacrifício que em sua morte Ele fiz de si mesmo: selar aos verdadeiros crentes, os benefícios provenientes desse sacrifício para o seu nutrimento espiritual e crescimento nele e sua obrigação de cumprir todos os deveres para com Ele; e ser um vínculo e penhor da sua comunhão e de uns para com os outros, como membros do seu corpo místico”.[1]

O que é a Ceia do Senhor ou Santa Ceia?

Vamos meditar nos seguintes aspectos da Santa Ceia: 
1 - Memorial da morte de Cristo: Lucas 22.19
A Ceia, também chamada de comunhão ou “Eucaristia” é o memorial do Cristo crucificado e ressuscitado, isto é, o sinal vivo e eficaz do seu sacrifício, cumprido uma vez por todas sobre a cruz e continuamente agindo em favor de toda a humanidade. Quando ceamos estamos nos lembrando do que Jesus fez por nós e reafirmando nosso compromisso com Ele. Durante a celebração da Ceia é feito um anúncio da morte e ressurreição de Cristo (Lucas 22.25 e 26.29) como testemunho da fé em seu sacrifício.


2- Sinal da Nova Aliança: Lucas 22.20
Na Antiga Aliança havia o derramamento de sangue de animais, como sacrifício simbólico pelos pecados do povo. Na Nova Aliança o sangue de Cristo é a“propiciação pelos nossos pecados” (I João 2.1-2). Sendo assim, o sacramento da Santa Ceia se constitui num sinal da Nova Aliança, celebrando a morte expiatória e a redenção que há em Cristo (Hebreus 9.15-20).


3- Quem são os chamados a participar da Ceia do Senhor? Lucas 22.14
Aqueles que já conhecem a Jesus e estão em comunhão com Ele e Sua Igreja. Quem já conhece a Jesus Cristo como Senhor e Salvador deve participar, pois, fazem parte do Corpo de Cristo (I Coríntios 12.27). Além disso, partimos o pão para ‘lembrar’ do nosso Senhor e não podemos nos lembrar de alguém que nunca conhecemos. Além do mais, a bíblia diz que é algo muito sério participar da Ceia sem saber realmente o que se está fazendo (I Coríntios 11.29). A Ceia celebrada por Jesus foi por sua orientação preparada pelos apóstolos (Lucas 22.8-13) que participaram com Ele num momento reservado sem a multidão.

4- Obstáculos à participação na Ceia do Senhor: I Coríntios 11.17-34
Além de pecados não confessados e tratados, a Bíblia coloca a ausência de um ambiente de fraternidade como sendo um dos principais obstáculos. Repare novamente o texto de I Coríntios 11.17-34, onde o apóstolo Paulo regulamenta muitas questões referentes à Ceia. Percebe-se que a igreja de Corinto a estava celebrando de forma errada e carnal, desagradando Deus. Ali havia: divisões (v.1), partidarismos (v. 19), egoísmo (v.20) e desconsideração (v.21). Esse comportamento foi criticado pelo apóstolo (v.17, 20 e 22). Portanto estes itens são questões que se colocam como um grande obstáculo a uma participação consciente e  coerente na Ceia do Senhor.

5- A preparação para a Ceia do Senhor: I Coríntios 11.27-29
Dois aspectos básicos ao se preparar para participar da Santa Ceia são:
a) Ter consciência do significado: Paulo expõe com muita clareza as consequências de uma participação irresponsável e leviana na Santa Ceia. Por isso, essa participação deve ser precedida de um profundo autoexame (I Coríntios 11.29).
b) Usar do discernimento espiritual: A solução não é deixar de participar, mas examinar-se, confessar os pecados, corrigir-se para participar dignamente (Hebreus 9.14).

Alguém já disse que “Se o crente não estiver preparado para participar da Ceia, não estará preparado para orar. Se não estiver preparado para orar, também não estará preparado para viver. E se não está preparado para viver, não está preparado para morrer”.  Por isso, o cristão deve se empenhar ao máximo nesse preparo e procurar não se afastar da mesa do Senhor.

Não deixe de participar da Santa Ceia!
-Conclusão: A Santa Ceia é uma experiência de partilha na qual a comunhão com Deus e com os irmãos é expressa publicamente. A Igreja Primitiva não partilhava apenas os elementos da Ceia, mas também a Palavra, os bens e enfim a vida (Atos 2.42-47). Tudo isso é fruto do amor que Deus derramou em seus corações (Romanos 5.5). A Santa Ceia também deve gerar um compromisso por parte de quem dela participa, pois Jesus disse: “quem de mim se alimenta, por mim viverá” e “assim como o Pai me enviou, eu também vos envio” (João 6.57 e 20.21).

Minizinha

Vote Projetos

Crie seu próprio questionário de feedback de usuário - Professor Julio Cesar Martins

Perfumaria e Cosméticos

Perfumaria e Cosméticos
Compre os seus produtos de beleza on-line.

Classificação da Perseguição Religiosa 2017!

Classificação da Perseguição Religiosa 2017!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2017.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram