Perfumaria e Cosméticos

Perfumaria e Cosméticos
Compre os seus produtos de beleza on-line.

Escola Bíblica Dominical - 2º Trimestre 2017 - Lição Nr 04

sábado, 31 de agosto de 2013

Honra Teu Pai e Tua Mãe!

Pv 10:1 "O filho sábio alegra o seu pai."
Pv 13:1 "O filho sábio ouve a instrução do pai."
PV 28:7 "O que guarda a lei ( a Palavra ) é filho entendido ( sábio )."
Ef 6:1 "Vós, filhos, sede obediente a vossos pais no Senhor."
Ef 6:2 "Honra o teu pai e a tua mãe"
Cl 3:20 "Vós filhos obedecei em tudo a vossos pais"
1Tm 5:4,8 e Ex 21:15 "Quem ferir a seu pai ou sua mãe será morto."
Mc 7:10 "Honra o teu pai e tua mãe, e quem maldisser a seu pai ou sua mãe, seja punido de morte"
Lv 20:9 "Quando um homem amaldiçoar a seu pai ou sua mãe, certamente será morto"

I - ENTENDER O QUE VOCÊ TEM POR DIREITO COMO FILHO E O QUE VOCÊ TEM POR BONDADE DOS PAIS

Debaixo do teto paterno o filho desfruta de muitos benefícios e privilégios. Alguns destes são obrigatórios, isto é, que os pais não podem deixar de prover. Mas muitos outros lhes são oferecidos por graça. Os pais, por amor, lhes dão muito mais do que é estritamente necessário. Alguns filhos não conseguem compreender isto e requerem de seus pais como direito obrigatório o que, em realidade, é uma dádiva de amor. Ainda há aqueles que expressam isso em termos de exigências. Na realidade, o que os pais estão comprometidos a prover é alimento, roupa e abrigo, enquanto o filho não esteja em condições de conseguir por si mesmo. Também lhe devem afeto e um certo grau de educação. Tudo o que o filho recebe além disso é por graça (BENEVOLÊNCIA DOS PAIS).
Seria muito bom que aqueles filhos que são sustentados por seus pais depois dos dezoito anos e ajudados a cursar uma carreira universitária (ou qualquer outro estudo) soubessem reconhecer e agradecer o favor recebido. Sobretudo, devem entender que não é por obrigação, mas por graça, que seus pais se esforçam e até se sacrificam. Eles o fazem com alegria e têm imensa satisfação ao ver seus filhos progredir e alcançar bons resultados na vida. Não lhes pesa nem lhes dói o dinheiro e esforço investidos. Muito pelo contrário. No entanto, OS PAIS são afetados pela ingratidão e atitudes egocêntricas que exigem como direito próprio o que em realidade recebem por benevolência e generosidade. Cabe ao filho desenvolver uma atitude agradecida e amistosa para com seus pais. É sinal de maturidade o manter uma relação de companheirismo.

II - RESPONSABILIDADES

1. Obediência e Submissão A obediência aos pais não é opcional para o cristão, porque é um mandamento. Deve ser uma submissão voluntária. O conceito de submissão tem sido muito desvalorizado, já que ele é relacionado com humilhação, como se a pessoa submissa fosse um ser dominado e forçado a agir contra a sua vontade. Não é este o sentido de submissão na Palavra de Deus. Pelo contrário, a submissão é um ato da própria vontade através do qual nos sujeitamos ao melhor critério ou governo de outra pessoa. Há um reconhecimento de autoridade por parte do que se submete para com aquele a quem se sujeita, e não um sentimento de desvalorização própria. A submissão não o rebaixa. Não o faz sentir menos que o outro, mas reconhecer como maior sua capacidade de conduzir ou guiar. Naturalmente, pelo tempo de vida e pela experiência, a sabedoria dos pais para enfrentar a vida ultrapassa amplamente a dos filhos. O Senhor chama para um reconhecimento deste fato e para uma aceitação da autoridade paterna, em lugar de rejeição, rebelião e menosprezo pelos "velhos".

2. Honra e Respeito Efésios 6:2,3 "Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; para que te vá bem e seja de longa vida sobre a terra." Êxodo 20:12 "Honra a teu pai e a tu mãe para que teus dias se prolonguem na terra que o Senhor teu Deus te dá" O respeito brota de uma atitude interior de reconhecimento e apreço pela função dos pais. Antigamente existia uma certa distância entre pais e filhos. O tratamento era mais fechado e menos próximo. Agora a relação tem se tornado mais íntima e informal. Os pais se dão mais a amizade e companheirismo. Por causa disto, muitos filhos perdem sua posição com respeito a eles, já que são tratados como iguais, e as vezes são insolentes e não respeitadores. Dão o mesmo peso e valor às próprias opiniões, desejos ou compreensão das coisas como se tivessem a mesma experiência dos pais.
 Sequer percebem a diferença. Crêem que estão em melhores condições para determinar rumos e ações. Por uma questão de modernidade, consideram a si mesmos mais atualizados, mais educados, mais capazes, e menosprezam o critério de seus pais. Esquecem que nem sempre o moderno é o melhor, e essa atitude é expressa no trato, através de palavras, ou mesmo no tom de voz. A vontade de Deus é que o filho tenha em alta estima a sabedoria e experiência dos pais, porque a sabedoria não se adquire em alguns poucos anos de escola, mas num largo aprendizado na vida e chega com o correr dos anos, através do experimentar, do errar, de meditar e avaliar. Nossa sociedade considera as pessoas idosas como um traste, ou algo pesado e sem valor que é preciso arrastar. E ainda mais quando começam com suas enfermidades e achaques.
Deixam-nos de lado, ignorando-os, ou encerrando em asilos ou hospitais geriátricos. Deus os considera muito valiosos pelo acúmulo de sabedoria que cada um deles tem e nos insta a amar e cuidar-lhes (ainda que com sacrifício), e a proteger e cobrir todas as suas necessidades. Chega um tempo em que já não podem mais cuidar de si mesmos, e esse é o nosso momento de honrar e retribuir em uma pequena medida o que temos recebido deles, não devemos abandoná-los. "Mas se alguma viúva tem filhos, ou netos, aprendam esses primeiro a ser piedosos para com sua própria família, e a recompensar a seus pais; porque isto é bom diante de Deus." I Timóteo 5:4,8 "...porque se alguém não cuida dos seus, e principalmente os de sua casa, tem negado sua fé, e é pior que um incrédulo." Levíticos 19:32 "Diante das cãs te encurvarás, e honrarás o rosto do ancião, e de teu Deus terás temor. Eu sou o Senhor."

3. Amor e amizade É preciso desenvolver um trato afetuoso entre pais e filhos, expressar o amor em gestos e palavras. Faz bem a um pai receber expressões de amor da parte de seu filho. Muitas vezes somos muito reticentes ao manifestar o que sentimos e, desta forma, deixamos passar preciosas oportunidades que não se repetirão. Uma palavra, uma flor, um beijo, um gesto, um cartão ou um bombom, são meios singelos e eloqüentes de transmitir amor, gratidão, apreço. Para que aconteça uma amizade entre pais e filhos é imperioso que as duas partes se determinem acercar-se e oferecer-se. Muitas vezes falamos da brecha que existe entre as gerações e instamos aos pais a sair ao encontro de seus filhos, para buscar e oferecer companheirismo. E quanto aos filhos? A opção é a mesma: buscar o diálogo e a amizade com seus pais.
Quando uma criança se torna jovem e começa a amadurecer, são muito poucos os anos que lhe restam no lar paterno. Convém aproveitá-los desenvolvendo uma relação mais profunda e estreita com os pais, que se tornará em amizade e que perdurará pelo resto da vida. É muito o que um filho recebe, e é necessário que aprenda a manifestar apreço e gratidão pela entrega e sacrifício de seus pais por ele.

4. Obrigações específicas Tarefas domésticas Desde crianças, e à medida que passam os anos, cada vez mais os filhos devem ir assumindo obrigações específicas. Para isto, e preciso que os pais as determinem com clareza. É de se esperar que na adolescência e juventude colaborem efetivamente com as tarefas de casa. Não devem somente manter arrumado e limpo seu quarto, como também participar de outras tarefas com a mãe. Lavar e passar roupa, a limpeza da casa e compras, por exemplo. Também tem que desenvolver a capacidade de fazer comidas simples, para estar em condição de substituir a mãe quando se fizer necessário. É importante que o filho assuma suas obrigações responsavelmente, com completa aceitação. Deve saber que não está fazendo um favor à sua mãe, e sim levando a carga de trabalho que lhe corresponde. A mãe faz tudo enquanto os filhos são pequenos, mas é uma tremenda injustiça prolongar esta situação quando se tornam jovens fortes e aptos para o trabalho. Principalmente porque com o passar dos anos as forças e saúde da mãe decrescem.
Quando se toma consciência se trabalha melhor. Toda tarefa deve ser realizada com esmero, capricho e cabalmente, num tempo razoável. É nesta etapa da vida que se adquirem os hábitos de trabalho. Quem se acostuma com a pressa e falta de ordem se acomoda logo a este estilo. Em tudo é preciso buscar a excelência, o capricho. Também, os pais que liberam seus filhos de toda a responsabilidade de trabalho não estão lhe fazendo nenhum favor, isso somente os ajuda a crescer despreocupados e irresponsáveis. Estudos O estudo é o labor fundamental dos filhos, ao qual se aplicarão com esmero. Devem dedicar tempo e esforço suficientes não só para serem aprovados, mas para saber cada matéria. Deve-se ter consciência que o grau de progresso que alcançam no futuro está, em grande parte, determinado por seu êxito nos estudos.
Devemos erradicar a mentalidade que reina na maioria dos jovens de hoje. Seguir a linha do menor esforço só conduz à mediocridade. É preciso apegar-se ao estudo por uma questão de bom critério e raciocínio lógico, acima do gosto ou desgosto que produza a necessidade de esforçar-se. A preguiça sempre dá maus frutos. Não conduz a nada e paralisa o progresso. É preciso que todo jovem se capacite intelectualmente e em tarefas manuais, a fim de ser apto para desempenhar-se em qualquer âmbito, e diante de qualquer necessidade. Trabalho Anos atrás, os jovens saíam para trabalhar bem novos. Era freqüente que um menino ou menina adolescente conseguisse emprego. Mas um melhor nível econômico geral e uma mudança de mentalidade dos pais, tem feito que estes procurem estudos superiores e reduzam suas responsabilidades quanto a trabalho. Hoje encontramos muitos jovens de vinte a vinte e cinco anos que ainda são sustentados por seus pais para poderem se dedicar ao estudo com mais eficiência.
Ainda que isso produza um maior progresso intelectual e a possibilidade de alcançar uma posição com êxito, contudo não ajuda muito ao desenvolvimento de sua personalidade. Assumir responsabilidade é a melhor escola para o caráter. É recomendável que meninas e meninos trabalhem desde novos, ainda que com um emprego de poucas horas, e que aprendam a ganhar seu sustento. Se eles conseguirem cobrir seus gastos com seu salário, isso será de grande ajuda para os pais, e lhes dará um sentimento de dignidade e auto-estima. O trabalho amadurece.

III - A RELAÇÃO ENTRE OS IRMÃOS

A boa relação entre irmãos é uma das maiores riquezas que sustenta a família. Dá valor aos laços familiares e desenvolve vínculos de amizade que perdurarão por toda a vida, por isso é muito importante que os irmãos procurem uma convivência onde o tratar bem seja a nota dominante. Existem condutas e atitudes que contribuem para a harmonia e outras que a destroem. Convém ter isso em conta para efetuar as mudanças que se fizerem necessárias.

1. O que destrói A indiferença ou isolamento são atitudes que estorvam a boa relação. Quando alguém se encerra em si mesmo, automaticamente deixa outro de fora. Fora de seu pensamento, de seu interesse e de suas emoções. Quem se isola não pode compartilhar nem as alegrias nem a dor de seu semelhante, neste caso seu irmão; e começa a tornar-se egocêntrico e individualista. Mas Deus nos tem feito seres gregários, com necessidade da presença, contato e do afeto dos demais. O isolamento obedece maquinações puramente satânicas, cujo fim é a destruição própria por solidão ou a destruição de outros por abandono. Deus quer restaurar nossa sensibilidade para com os outros. Então é preciso quebrar a barreira da indiferença e sair ao encontro dos outros. Certas condutas de ciúmes, invejas ou egoísmo tampouco permitem que a relação se faça firme e profunda. Devemos rechaçá-las no nome do Senhor e abandoná-las, dando uma prioridade consciente ao outro e preocupando-nos somente pelo seu bem. Aquele que dá sem reivindicar, recebe muito mais depois.
 As brigas, os gritos e ofensas constituem atitudes de enfrentamento que provocam brechas e ressentimentos dentro da relação. Muitas vezes abrem brechas difíceis de fechar. Há feridas que ficam abertas por anos. É preciso ser cuidadoso no trato entre irmãos para que o diabo não ganhe terreno e cause divisões. Outra coisa que se deve descartar são as brincadeiras pesadas, as "gozações" e os apelidos que se colocam com tanta facilidade. O fato de irmãs chamarem de "maricas" ao irmão pode ocasionar uma grave mudança em sua personalidade (conhece-se casos de homossexualidade que começaram com brincadeiras desta ordem). Se os irmãos chamam de "insuportável" ao irmão menor, pode ocorrer que isso modifique sua auto-imagem. Tiago mostra: Tiago 3:2-10 "Da mesma boca procede bênção e maldição. Não convém, meus irmãos, que se faça assim." É necessário prestar atenção à maneira de falar para não ferir ou ofender. Muitas vezes o irmão deixa passar a ofensa, mas seu coração fica ferido.

2. O que edifica A solidez da relação fraternal dependerá de que se cultivem todos aqueles aspectos que cimentam e constróem. É necessário prestar singular atenção ao tratamento afetuoso e caloroso que expresse o amor que se sente pelo outro. Também que se dê lugar ao companheirismo e à comunhão espiritual. Se todo o trato é em nível humano, com o decorrer do tempo se tornará pobre. A presença do Senhor, a mudança, aprofunda e enriquece a relação. Deve-se compartilhar experiências, leitura da palavra e períodos de oração. Nesse nível espiritual a relação se torna cuidadosa e surge a ocasião onde o Senhor endireita as situações tortas, e conserte os problemas que possam ter surgido. Também possibilita o perdoar de todo o coração, restaurar a relação depois de algum conflito. Os irmãos devem ser amigos e ajudar-se mutuamente, mostrando interesse genuíno para com o outro sem jamais trair a confiança que lhe foi depositada.

3. Relação com pais não cristãos Dentro deste tema se destacam dois pontos básicos: sujeição e testemunho. Sujeição A sujeição que um filho deve a seus pais inconversos é a mesma que a daquele que tem pais cristãos. A única exceção é quando o pai ou a mãe lhe exigir que entre em práticas que vão contra suas convicções ou sua fé. Nesse caso é indispensável consultar a irmãos que são seus guias espirituais e determinar se realmente a exigência dos pais não corresponde. Muitos filhos tomam facilmente essa exceção, quando em realidade o que querem é esquivar-se da obediência. Por isso é tão importante que seja um irmão ou uma irmã maduro quem determine se cabe ou não a sujeição. Testemunho Os pais recebem um maior impacto pela vida transformada de seus filhos do que por suas palavras. Por isso é muito importante que o filho viva em conformidade e obediência a cada palavra do Evangelho de Jesus Cristo. Uma vida santa, simples, comprometida e humilde é a pregação mais substancial que um pai não cristão pode receber.

domingo, 25 de agosto de 2013

MAÇONARIA E SEUS SIMBOLOS... Parte 1

Agora que entendemos que a Maçonaria está contribuindo para o avanço do vindouro sistema religioso mundial do Falso Profeta e do Anticristo, podemos compreender com mais facilidade como ela foi criada para permitir que homens de todas as religiões possam se unir na adoração. Embora todos adorem e orem ao GADU, cada um sente em seu coração que está adorando aos demônios que estão atrás do seu próprio deus. Agora, depois de um longo tempo, a Maçonaria americana não tem mais ninguém participando que seja de uma religião estranha, de modo que se unem como cristãos, orando aos antigos demônios que estão escondidos atrás do GADU. Quando damos outra rápida olhada nos símbolos maçônicos que vimos no início deste artigo, podemos observar o poder demoníaco que está por trás da Maçonaria. Dê uma boa olhada no símbolo mostrado em seguida.
PENTÁCULO
Encontramos este símbolo em um site de magia wiccana, em uma seção chamada “History of Pentagrams” (História dos Pentáculos)! Aposto que você nunca parou para pensar que o conhecido emblema maçônico fosse um pentáculo demoníaco! Vejamos um pentáculo tradicional para que você tenha um ponto de referência para comparar com o emblema maçônico.
Como pode ver, o emblema maçônico é um pentáculo, faltando apenas a linha na horizontal. No passado, os maçons pretendiam exibir esse emblema publicamente, de modo que eliminaram os traços horizontais para disfarçar o fato que esse símbolo é um pentáculo. No entanto, os pagãos como os wiccanos, não se deixam enganar. Veja a explicação deles sobre o pentáculo maçônico disfarçado:
“Na Maçonaria, o Homem enquanto Microcosmos, estava e está associado com o Pentalfa (pentáculo) de cinco pontas. O símbolo era usado entrelaçado, e em pé para o Mestre da Loja assentado. As propriedades e a estrutura geométricas do Nó Sem Fim foram apreciadas e incorporadas simbolicamente no ângulo de 72 graus do compasso - o emblema maçônico da virtude e do dever” (Ibidem).
Assim sendo, os colegas pagãos, como os magos wiccanos, não têm dificuldades em ver a verdade que a Maçonaria é uma das muitas organizações pagãs no mundo! As figuras não mentem! Além disso, observe a explicação que dão ao emblema da Estrela do Oriente. "O braço feminino da Maçonaria usa a 'Estrela do Oriente' de cinco pontas como emblema. Cada ponta celebra uma heroína da história bíblica".  Embora essa figura pareça mostrar dez pontas, a Estrela do Oriente tem realmente apenas cinco pontas, com as outras cinco sendo apenas repetições em ângulos um pouco diferentes. A Maçonaria esforça-se para disfarçar suas verdadeiras origens. Agradecemos aos bruxos wiccanos por terem nos revelado a verdade!
Qual é a importância do pentáculo para os satanistas? Veja como Laura Cabot, uma bruxa de Salém, estado de Massachussetts, responde a essa pergunta. Em seu livro, Power of the Witch: The Earth, the Moon, and the Magical Path to Enligthenmnt [O poder do Feiticeiro: a Terra, a Lua, e o Caminho da Magia para a iluminação, 1889, pg. 90], Laura Cabot diz: “Não é difícil distinguir a Arte do satanismo. Os feiticeiros usam o pentáculo com uma ponta para cima. Os satanistas invertem o pentáculo, deixando-o com uma ponta para baixo…”.
Depois, na página 93, Laura Cabot diz mais sobre o significado do pentáculo para a feitiçaria: “Ele consiste de uma estrela de cinco pontas dentro de um círculo. É o símbolo-chave da Arte. É a mandala do feiticeiro….” [ênfase adicionada].
Realmente, o pentáculo dentro do círculo ou sem o círculo, é o símbolo-chave da feitiçaria! A maçonaria utiliza os dois, abundantemente, tanto o pentagrama “do bem” quanto “do mal”.
OLHO QUE TUDO VÊ
O Olho Que Tudo Vê é um dos símbolos mais importantes do mundo ocultista. Olho pairando sobre uma pirâmide inacabada.

“O Olho Que Tudo Vê tem sua origem no Egito, naqueles mistérios satânicos que Deus julgou fisicamente na época de Moisés, que liderou os israelitas na saída do país pela mão poderosa de Deus. O Olho Que Tudo Vê representa a onisciência de Hórus, o deus-sol” [Magic Symbols, Frederick Goodman, pg 103, livro dos símbolos satânicos].
Como diz um livro maçônico: “Essas considerações nos levam a um tópico interessante, o Olho da Mente, ou Olho de Hórus... e conduzem à idéia do 'Olho Que Tudo Vê'. A meta final perante o neófito egípcio era a iluminação, que é ser 'levado à luz'. A religião do Egito era a religião da luz” [Thomas Milton Stewart, The Symbolism of the Gods of the Egyptians and the Light They Throw on Freemansory, Londres, Inglaterra, Baskerville Press, 1927, pg. 5].

Entretanto, a Maçonaria também retrata esse Olho de Hórus dentro de uma pirâmide. Todos os satanistas amam as pirâmides, porque elas representam a trindade pagã de Satanás, o Anticristo e o Falso Profeta. Eles usam essa figura geométrica de três lados constantemente. Neste símbolo, chamado de Euclides, vemos que o Olho Que Tudo Vê está posicionado acima do tradicional símbolo maçônico do compasso e do esquadro, com a letra "G" no meio. Isso significa que o Olho Que Tudo Vê controla a Maçonaria, o que é exatamente correto.
Uma vez que você compreenda esse conceito, estará bem adiantado na estrada para compreender as raízes da Maçonaria. Essa sociedade secreta é verdadeiramente controlada pelo Olho Que Tudo Vê de Lúcifer.
Esse símbolo do Olho Que Tudo Vê dentro de uma pirâmide foi adotado pelos Illuminati em 1776. [Robert Hieronimus, Ph. D., America's Secret Destiny, pg 59; Nota: Este é um livro de Magia Branca].
Qualquer pessoa que conheça as Escrituras e pense ser um “cristão” deve se sentir agora como se tivesse levado um tapa no rosto! Esse autor maçom acaba de nos dizer que a Luz à qual os maçons constantemente se referem, e rumo à qual devem caminhar constantemente, é a religião de Hórus! Isso é condenável, pois na mitologia egípcia Hórus é Lúcifer [William Schnoebelen, ex-satanista, Maçonaria: Do Outro Lado da Luz].
Você consegue enxergar a blasfêmia quando um cristão que se inicia no primeiro grau é indagado sobre o que busca e ele responde: “Busco a Luz”? Como ele pode dizer isso quando já recebeu toda a Luz em Jesus Cristo? Além disso, ao longo dos diversos graus, requer-se que o maçom afirme que está na escuridão e em busca da Luz. Essa é uma enorme blasfêmia contra Jesus Cristo.
Em 1789, um encontro secreto de membros maçons do Congresso Constituinte aprovou o símbolo, mas declarou que ele deveria sem mantido secreto. Esses membros maçons do Congresso Constituinte temiam que o público em geral reconhecesse esse símbolo como sendo maçônico e o rejeitasse prontamente. Veja, o Reavivamento do Grande Despertar estava em andamento desde meados dos anos 1740, resultando em talvez metade da população das colônias americanas ser formada por cristãos nascidos de novo, uma proporção nunca vista depois.
Os líderes maçons daquele tempo estavam preocupados que os principais líderes cristãos reconhecessem o Olho Que Tudo Vê pairando sobre a pirâmide incompleta como o símbolo luciferiano que ele realmente é. Portanto, eles o esconderam, até 1935, quando os espíritos-guia do presidente Franklin D. Roosevelt e de seu Secretário da Agricultura, Henry Wallace, decretaram que o tempo tinha chegado para o símbolo ser tornado público. Os líderes cristãos não mais conheciam os “estratagemas de Satanás” — isto em 1935. Hoje, os líderes cristãos não somente são ignorantes acerca dos símbolos satânicos, como estão ingenuamente aceitando esses símbolos como se fossem “cristãos”!
A MAÇONARIA RECONHECE QUE ORIGINOU-SE NO LUGAR EM QUE SATANÁS HABITA.
O autor maçom, Albert Churchward que o triangulo apontado para cima é um símbolo de Set, que é um dos nomes infernais de Satanás! [Signs and symbols of Primordial man, Geoge Allen and Co. Ltd., 1913, pg 189, 309 e 471]. Depois o autor maçom, J.S. M. Ward diz: “Com a ponta para cima, o triangulo equilátero representa Shiva, o destruidor, e significa a chama que sobe para cima da pira funerária para os céus. Esse símbolo é familiar pra nós em vários graus, mas notadamente do Décimo Terceiro” [Freemasonry and the Ancient Gods (Maçonaria e os Deuses Antigos), 1921, pg.10-11; também descrito pelos autores maçons William Meyer, The Order of the Eastern Star (A Ordem da W=Estrela do Oriente), pg. 20; Alain Danielou, The Gods of Índia (Os Deuses da Índia), pg. 385].
No ocultismo, Shiva é outro nome para Satanás. Assim, o triângulo com a ponta para cima é um símbolo de Satanás. Talvez por isso a pirâmide seja um símbolo tão importante para os maçons. Este símbolo na figura acima existe no verso da nota de um dólar americano, conforme já vimos anteriormente.
Este símbolo contem dois triângulos: a pirâmide propriamente e o Olho Que Tudo Vê de Hórus (ou de Osíris). Os ocultistas sabem que tanto Hórus quanto Osíris são nomes alternativos para Satanás. Temos mais uma prova, dos lábios e da pena de autores maçons, que a Maçonaria adora Satanás. Assim, podemos agora voltar à afirmação ocultista inicial que o triângulo com uma ponta para cima é chamada de Triangulo da Deidade; mas agora sabemos a qual deidade eles etsão adorando, em suas próprias palavras.
Os autores maçons dizem que adoram Lúcifer de outra forma ainda. Lynn Perkins, diz que “Shambala tem uma relação com as origens antigas da maçonaria e sobre seu futuro na vindoura Era de Aquários…” [Massonry in the New Age (maçonaria na Nova Era), pg. 56]. Em seguida, nas páginas 55-56, ele diz que o maçom da atualidade não tem a menor idéia que a maçonaria venha dessa origem esotérica tão antiga! Logicamente, poucos maçons atualmente, ou em qualquer época, compreendem que sua amada organização tenha suas raízes no satanismo. Quando Perkins disse que a maçonaria tinha origem em Shambala, ele simplesmente a identificou como satânica. Alice Bailey, escrevendo por meio de seu espírito-guia, mestre D. K., disse que Shambala é o lugar mitológico onde o ‘Senhor do Mundo”, Satat Kumara, ou shiva, habita” [Discipleship in the New Age (discipulado na Nova Era), Lucis/Lúcifer Publishing, 1995, pg. 135-136].
Assim, o autor maçom Perkins, acabou de admitir que a maçonaria originou-se no lugar onde shiva (Satanás) habita! Como a Bíblia diz clara e enfaticamente que a habitação de Satanás é nos ares, podemos ver que a maçonaria admite que origem é satânica.
No entanto os autores maçons admitem enfaticamente que sua organização é do inferno. Veja o que Manly P. Hall, maçom de grau 33, K. T., escreveu em seu livro initiades of the flame [iniciados da chama]: “Aqueles que seguem o caminho da fé (ou o coração) usam a água e são conhecidos como filhos de set, enquanto aqueles que seguem o caminho da mente e da ação são os filhos de Caim, que foi o filho de SAMAEL, o Espírito do Fogo. Hoje, encontramos os últimos entre os alquimistas, os filósofos herméticos, os rosa-cruzes e os maçons” [pg. 20].
Hall coloca a maçonaria no círculo dos condenados – os Filhos de Caim, que se rebelaram contra Deus; os alquimistas são conhecidos como bruxos, praticantes de magia negra e adoradores de Satanás, e os rosas cruzes profanam a preciosa cruz de Jesus Cristo com o pentáculos e hexagramas de uma maneira que enoja qualquer cristão.
No entanto, a principal revelação de Hall é que a Maçonaria é filha de Samael. Não confunda com o nome do profeta bíblico Samuel. Samael é um dos nomes de Satanás! Na verdade, a autora da Casa da Teosofia, escrevendo sob influência de seu espírito-guia, um demônio chamado mestre D. K. – identifica Samael como Satanás! [Helena Blavastsky, The Secret Doctrine (A doutrina secreta), pg. 378]. Na verdade os satanistas têm um símbolo para Samael.
Samael-anjo. Segundo a etimologia, Samael significa Veneno (sam) de deus (el). Também é chamado de acusador, sedutor, deus-cego e destruidor. Na Cabala os 7 Anjos que estão diante do Trono de Deus (como mencionados no Apocalipse de São João) são representações dos Poderes Divinos. Tais poderes cósmicos podem ser polarizados tanto positiva quanto negativamente dentro do ser humano. A Polaridade negativa da energia cósmica de Samael é simbolizada por um anjo caído, cuja consorte é Lilith.

Na tradição cristã gnóstica, Samael é o terceiro nome do demônio Demiurgo cujos outros nomes são: Yaldabaoth e Saclas. É neste contexto que o seu nome significa “deus-cego”. É retratado por uma serpente com rosto de leão e é filho do eon Sophia contra a qual se rebela. No livro entitulado “As Origens do Mundo” que faz parte da mesma biblioteca, Samael também é chamado de Ariael.

Segundo a Bíblia, Samael era Lúcifer o Arcanjo (Lucifer = Anjo de Luz), o anjo que estava mais próximo de Deus. Ao querer usurpar o trono de Deus fazendo-se igual a ELE, reuniu um terço das milícias celestes e travou uma batalha com as hostes angélicas fiéis, sendo precipitado pelo arcanjo Miguel (cujo nome significa “Quem é como Deus?”) no Hades (Inferno). Enquanto caia no tártaro, Miguel e os anjos fiéis bradaram: Samael! Samael! Samael! aludindo a queda daquele que desejava ser como Deus mas havia se transformado em Satanás [Samael (anjo) Wikipédia, a enciclopédia livre pt.wikipedia.org/wiki/Samael_(anjo)].
Assim, os autores estão admitindo que a maçonaria é o pior tipo de satanismo de magia negra possível!
COMPASSO/ESQUADRO MAÇÔNICO COM O "G" NO CENTRO
 
 O compasso maçônico com o “G” no meio é provavelmente o mais famoso símbolo maçônico conhecido. Até mesmo as pessoas que não estão familiarizadas com a Maçonaria reconhecem esse símbolo como representação da loja.
O que esse símbolo significa? A maioria dos escritos maçônicos lhe dirá que o compasso mede o progresso que um maçom está fazendo em sua vida, conforme ele continua a aprender sua arte e se esforça para ser mais perfeito [Bacon Masonry, George V. Tudhope, pg 43]. Entretanto, já que Albert Pike afirmou enfaticamente que o maçom iniciado deve ser enganado para que apenas pense que compreende o significado [Morals and Dogma, Albert Pike, pg 103-4, Terceiro Grau], devemos buscar mais profundamente o significado verdadeiro. Iremos aos níveis mais profundos de significado desse símbolo neste artigo.
O que o “G” representa? Novamente, a Maçonaria tem tanto uma explicação superficial quanto uma profunda. Veja a explicação superficial:
“Ao estudar as obras de Francis Bacon, descobre-se que o esquadro está relacionado de forma tão próxima à letra 'G' e à geometria da Maçonaria que esses elementos dificilmente serão separados completamente. O esquadro era usado pelos antigos antes dos tempos de Pitágoras como símbolo de um método para encontrar as verdades. A letra 'G', o esquadro, o compasso e o 47º Problema de Euclídes não eram apenas emblemas, mas a própria base sobre a qual a superestrutura da Maçonaria foi erigida. Muitos pesquisadores concordam que a letra 'G', como um símbolo maçônico, não entrou na Maçonaria antes dos tempos de Bacon” (Bacon Masonry, pg. 45).
Essa explicação nos fala sobre a importância do Compasso com a letra “G” no meio; sobre esse símbolo, toda a Maçonaria está construída — portanto, esse símbolo forma a base da Maçonaria! Uma vez que esse símbolo é tão importante, precisamos ir ao nível mais profundo de significado, tendo em mente a afirmação de Pike de que os iniciados na Maçonaria devem ser enganados no início sobre o verdadeiro significado dos símbolos da Maçonaria.
O ex-satanista Bill Schnoebelen revela que o significado mais profundo da letra “G” significa “Geração”, isto é, o “poder gerador” do falo masculino, uma vez que o esperma que ejacula desse órgão “gera” a vida humana [Maçonaria: Do Outro Lado da Luz]. O quê, você pergunta, isso é impossível? Permita-nos retornar ao livro citado acima, do autor maçom George V. Tudhope. Leia atentamente conforme ele aborda o significado mais profundo da letra “G”, do esquadro e do compasso, na sentença imediatamente após a citada acima, na página 45, onde fala da importância da letra “G”, do esquadro e do compasso.
“Se deixarmos o lado vertical do esquadro representar o macho, ou o poder gerador, e o lado horizontal do esquadro representar a fêmea, ou poder de concepção, então o resultado desses dois princípios deve ser considerado o produto dos dois, representado pela hipotenusa do esquadro” [Bacon Masonry, pg. 45].
Portanto, Bill Schnoebelen está completamente correto: a letra “G” significa o “poder gerador” do sexo, enquanto as duas partes do esquadro representam os órgãos sexuais do macho e da fêmea, e a hipotenusa representa a criança concebida! Quão importante é o princípio da “geração” para os rosa-cruzes? Veja Manly P. Hall, o mais importante maçom da modernidade:
“Devido ao significado fálico de seus símbolos, tanto os rosa-cruzes quanto os templários foram falsamente acusados de praticar ritos obscenos em suas cerimônias secretas. Uma vez que a geração é a chave da existência material, é natural que a Fraternidade da R. C. adotasse como seus símbolos característicos aqueles que exemplificassem os processos reprodutivos. A regeneração é a chave da existência espiritual...” [Manly P. Hall, The Secret Teachings of All Ages, pg CXLIV].

 Esses pagãos realmente acreditam que os “processos regenerativos” físicos que o Deus Todo-Poderoso criou para perpetuar a raça humana são a chave para viver espiritualmente pela eternidade! Eles adoram o sexo e dependem dele para alcançar o céu!
Finalmente, você percebeu que o compasso maçônico com o esquadro está realmente baseado no símbolo mais maligno de toda a Magia Negra — a estrela de seis pontas?
O historiador John J. Robinson revela em seu livro, Born In Blood: The Lost Secrets of Freemasonry, que o compasso maçônico não é nada mais do que asqueroso hexagrama satânico com algumas partes fundamentais removidas! Como Robinson mostra graficamente, os maçons começaram na extrema esquerda com um hexagrama completamente formado, o mais maligno símbolo da bruxaria. Em seguida, eles removeram a barra horizontal de cada um dos triângulos intercalados. Depois, estilizaram o triângulo superior, tornando-o um compasso, enquanto similarmente estilizaram o triângulo inferior, tornando-o um esquadro. Finalmente, colocaram o “G” no meio. O centro, assim como o princípio, da letra “G” é um hexagrama satânico.
A forma secreta em que o desenho do compasso e do esquadro maçônico realmente se baseou é um dos aspectos mais revoltantes da Maçonaria. Muito embora essa sociedade secreta declare ser “cristã”, tenha muitos maçons ocupando os púlpitos das igrejas através de seus líderes ignorantes. A Maçonaria repetidamente prova que é profundamente satânica. Jesus alertou corretamente sobre a enganação espiritual sem paralelos no fim dos tempos (Mateus 24.24).
A intenção de representar um hexagrama ao se cruzar o compasso com a régua é bastante óbvia. Isto também pode ser feito cruzando-se uma infinidade de outros objetos, como garfos e facas, por exemplo, como é o caso da figura à direita, também oficialmente maçônica, a qual é utilizada em festividades maçônicas (encontros anuais da organização seguidos de refeições e outras celebrações). E por que omitir o hexagrama e substituí-lo por um compasso e uma régua nas lojas maçônicas? Pelo fato de existirem muitos judeus maçons, trata-se de uma mera camuflagem do hexagrama com a finalidade de não comprometer nem a religião judaica e nem o estado judeu, oficialmente representado por um hexagrama, chamado de Magen Davi (Estrela de Davi). Este hexagrama também é chamado de Selo de Salomão, e podemos vê-lo, com a mesma serpente circular, na figura abaixo:
UM SÍMBOLO MUITO MALIGNO
Antes de deixarmos o assunto do emblema maçônico do esquadro e do compasso, quero lhe mostrar um símbolo particularmente maligno, que mostra o esquadro e o compasso. Esta cena retrata várias imagens inegavelmente satânicas, vinculadas com o emblema maçônico, também conhecido como esquadro e compasso. Primeiro, observe a estrela de seis pontas no lado esquerdo da figura. Lembre-se, a estrela de seis pontas é o mais maligno de todos os símbolos de Magia Negra. Os bruxos a usam há anos para lançar maldições sobre as pessoas; muitas pessoas já morreram nos últimos milhares de anos por terem recebido essas maldições. Segundo, observe o sol nessa figura. Exatamente como os egípcios faziam nos dias quando Deus os amaldiçoou e à religião deles, os maçons adoram o sol em geral, e o deus egípcio do sol, Rá, em particular. Finalmente, observe que a ponta pontiaguda do esquadro está perfurando profundamente a Bíblia Sagrada. Como o autor cristão Ralph Epperson prova em seu livro Masonry: Conspiracy Agaist Christianity, o segredo número um da Maçonaria não é que eles adoram Satanás/Lúcifer; ao contrário, o segredo número um é que eles planejam erradicar completamente o cristianismo, em cumprimento às profecias do fim dos tempos! Esse símbolo capta perfeitamente esse objetivo.

A LENDA DO FÊNIX E OS OBJETIVOS DE SATANÁS PARA A MAÇONARIA

Se a Maçonaria fosse, apenas e tão somente, uma entidade filosófica e filantrópica, como nos desejam fazer acreditar, qual poderia ser o significado deste símbolo utilizado pela Loja Maçônica Fênix de Brasília, e por que ali está escrito: PODER? 

Além de ser um símbolo bastante comprometedor para a Maçonaria (isto sem falar no vocábulo “poder”, ali muito bem estampado), veja que a organização, em seu site, cita nada menos do que Helena Petrovna Blavatsky, uma bruxa satanista e assumidamente anticristo, a fim de explicar o significado do Fênix!
Vejamos o que ali publicaram:
“No Glossário Teosófico (Editora Ground) Helena Petrovna Blavatsky descreve a Fênix como uma ave fabulosa, do tamanho de uma águia, que, depois de uma longa vida, consumia-se a si própria através do fogo e renascia de suas próprias cinzas. É o símbolo da ressurreição na Eternidade, na qual a Noite segue-se ao Dia e o Dia à Noite; alusão aos ciclos periódicos da ressurreição cósmica e reencarnação humana. A Fênix vive mil anos, em cujo término, acendendo um fogo flamejante, consome-se a si própria. Após renascer de suas próprias cinzas, vive outros mil anos, e assim até sete vezes sete” (Loja Fênix de Brasília acesso daí 06/03/2009 - http://www.lojafenix.org.br/).
A lenda da tal ave Fênix é frequentemente citada em sites maçons, iniciáticos, ocultistas e satanistas, e alude à ascensão de Satanás ao domínio do mundo através da Besta. Para os ocultistas significa uma nova era quando a humanidade se unirá ao cosmos e cada um será um deus dentro deste contexto absurdo e completamente antibíblico. Para a elite das sociedades secretas do mundo será a hora de um novo domínio político e econômico sem precedentes, liderados e guiados por um líder mundial. Em outras palavras, a Maçonaria trabalha, em todo mundo, por uma causa, a causa de seu fundador, o diabo: O Estabelecimento do Império da Besta, ideologicamente chamado de A Nova Ordem Mundial.
Expulso do céu, condenado ao tormento sem fim, Lúcifer não demonstra sinais de arrependimento, e nem mesmo poderia, visto estar, eternamente, alienado de toda e qualquer bondade, misericórdia, amor e justiça. O que o move e impulsiona é o ódio contra Deus e contra os seres humanos. E como já dito anteriormente, possui um pensamento obsessivo e obstinado desejando ser cultuado e adorado. Seus princípios de governo são todos injustos, cruéis e ditatoriais, o que pode ser visto analisando-se a história da humanidade com suas incontáveis civilizações pagãs, idólatras e promotoras de injustiças.
Há criminosos que, mesmo cercados por policiais armados, sem nenhuma chance de escapar, morrem disparando contra os outros, cheios de ódio, de cólera e de rancor.
“Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta” (Apocalipse 12.10-12).

Em um último movimento em sua rebelião contra Deus, antes de ser lançado na Geena eterna, Satanás estabelecerá o império pagão e anticristo da Besta, será adorado no mundo inteiro e arvorará seu último troféu de guerra: Uma multidão de seres humanos marcados nas frontes com uma marca que significará a rendição dessas pessoas aos domínios do Príncipe das Trevas. Essa multidão de perdidos significará para ele seu último grito de ódio e de protesto contra Deus. É algo assustadoramente triste, pois esses seres humanos serão lançados no mesmo lugar que está preparado para o diabo e seus anjos: O Lago do Fogo.
“Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela? Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça” (Apocalipse 13.1-9).
“A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis” (Ap 13.16-18).
“Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta e da sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap 14.9-12).
Assim como no exemplo do criminoso que morre disparando contra os policiais, também Satanás não se renderá quando chegar a sua hora. Antes, reunirá os exércitos da Besta, enganando-os e incitando-os contra Deus, e este será o último momento da rebelião contra o Criador, e isto acontecerá na batalha que a Bíblia chama de ARMAGEDOM.
“Derramou o sexto a sua taça sobre o grande rio Eufrates, cujas águas secaram, para que se preparasse o caminho dos reis que vêm do lado do nascimento do sol. Então, vi sair da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs; porque eles são espíritos de demônios, operadores de sinais, e se dirigem aos reis do mundo inteiro com o fim de ajuntá-los para a peleja do grande Dia do Deus Todo-Poderoso. (Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua vergonha.) Então, os ajuntaram no lugar que em hebraico se chama Armagedom” (Ap 16.12-16).
“Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a peleja. O número dessas é como a areia do mar. Marcharam, então, pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida; desceu, porém, fogo do céu e os consumiu. O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos” (Ap 20.7-10).
A Bíblia e a Maçonaria são opostas entre si e eternamente inconciliáveis !
A Maçonaria é uma organização iniciática, ocultista e completamente satânica! A Maçonaria se infiltrou na política brasileira, e continua infiltrada, e nenhuma nação da Terra pode ser beneficiada por uma organização filha do Inferno! Muito pelo contrário! O deus da Maçonaria não é o DEUS da Bíblia ! O deus da Maçonaria é o diabo!
Impossível ser Cristão e Maçom ao mesmo tempo! Mais cedo ou mais tarde, a escolha terá de ser feita, e significará o Céu ou o Inferno, respectivamente.
O OBELISCO
O obelisco é um símbolo usado nas Lojas Maçônicas. É utilizado pelos maçons, segundo um autor de Maçonaria, como símbolo para representar o sexo [Haywood, quoted above, p. 206-7 and Rollin C. Blackmer, The Lodge and the Craft: A Practical Explanation of the Work of Freemasonry, pg. 94].

Embora a maioria das pessoas não tenha a menor idéia do que esse monumento realmente é, um ocultista sabe prontamente que se trata de um asqueroso obelisco que veio direto dos mistérios egípcios.
Todos os pagãos preferem adorar a criatura no lugar do Criador (Romanos 1.25); assim sendo, todos os grupos pagãos do mundo adoram o ato sexual. O satanismo, a Maçonaria e o Vaticano absolutamente amam o obelisco.
Os egípcios criaram o obelisco, acreditando que o espírito do deus-sol “Rá” habitava nele. [H. L. Hayward, Symbolic Masonry: An Interpretation of the Three Degrees, Washington DC, Masonic Service Association of the United States, 1923, pg 207; 'Two Pillars' Short Talk Bulletin, setembro, 1935, vol 13, no 9; Charles Clyde Hunt, Some Thoughts On Masonic Symbolism, Macoy Publishing and Masonic Supply Company, 1930, pg 101].

Os satanistas — e os maçons invisíveis — também retratam o obelisco como o órgão masculino ereto. Um autor luciferiano escreve que “... o linga [o falo masculino] era um pilar vertical” [ W. Wynn Wescott, Numbers: Their Occult Power and Mystic Virtues, Theosophical Publishing Society, 1902, pg 33]. Um autor maçom admite que esses pilares do obelisco eram usados para representar o sexo [Haywood, citado acima, pg. 206-7 e Rollin C. Blackmer, The Lodge and the Craft: A Pratical Explanation of the Work of Freemasonry, St. Louis, The Standard Masonic Publishing Co, 1923, pg. 24].

“Em Our Phallic Heritage (Nossa Herança Fálica), somos informados que 'todos os pilares ou colunas originalmente tinham um significado fálico e eram, portanto, considerados sagrados'. Pã, o deus-bode e deus da sensualidade, era frequentemente representado por um obelisco.
A palavra 'obelisco' literalmente significa 'vara de Baal' ou o órgão reprodutor de Baal. Isso deveria ser especialmente chocante quando percebemos que os EUA têm um obelisco gigante na capital do país conhecido como Monumento a Washington” [Dra. Cathy Burns, Masonic and Occult Symbols Illustrated, pg 341; ênfase no original].

Veja o que Albert Pike disse a respeito dos obeliscos: “Daí a importância do falo, ou de seu substituto inofensivo, o obelisco, erguido como um emblema da ressurreição pelo túmulo da Deidade enterrada...” [Moral and Dogma, pg. 393]. Agora, você sabe qual é a explicação para os obeliscos nos túmulos dos maçons, pois é “um emblema da ressurreição da Deidade enterrada”; o maçom que faz parte da sociedade invisível acredita que está se transformando em um deus ao longo de sua vida, de modo que o obelisco em seu túmulo é simplesmente a manifestação visível dessa crença.
Os obeliscos foram criados originalmente pelos Mistérios Egípcios, e são mencionados na Bíblia. Veja:
“...o rei Jeú disse aos guardas e aos capitães: Entrai, feri-os, que nenhum escape. Feriram-nos ao fio da espada; e os da guarda e os capitães os lançaram fora e penetraram no mais interior da casa de Baal, e tiraram as colunas que estavam na casa de Baal, e as queimaram. Também quebraram a própria coluna de Baal, e derrubaram a casa de Baal, e a transformaram em latrinas até o dia de hoje. Assim exterminou Jeú de Israel a Baal” (2º Reis 10.25-28).
O Deus Todo-Poderoso ordenou que os obeliscos satânicos fossem queimados, mas somente após o rei Jeú executar os adoradores do obelisco, também conhecidos como adoradores de Baal. Assim, a Maçonaria invisível dedica-se à adoração aos obeliscos, que foi punida por Deus com a pena de morte. Tenha isso em mente na próxima vez que você contemplar o obelisco no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, ou qualquer outro, como na cidade de Washington, ou na Praça de São Pedro, em Roma!
SEXO NO OBELISCO DENTRO DE UM CÍRCULO
 
Adicionar legenda
Agora você pergunta, “O que esse símbolo tem que ver com a Igreja Católica Romana?” Observe atentamente as duas gravuras ao lado. Na Figura 2, você vê a parte frontal de Igreja Católica Romana na cidade Attleboro, mas com certeza, também poderá observar isso em muitos outros templos católicos. No meio do edifício, no alto, entre as duas colunas, está a Roda das Oito Etapas para a Iluminação! Neste ponto, você pode dizer, “Mas isso é apenas uma coincidência! Não significa que a Igreja Católica pratique satanismo”.
Então, explique-me por que os vitrais acima das três portas formam um '666'! Olhe atentamente para os vitrais circulares acima de cada porta. Esses vitrais lembram a roda das oito etapas, com a diferença que contêm somente seis pontos. Portanto, há um '6' acima de cada porta, formando '666' na parte frontal do edifício.
Olhe agora com atenção para a vista aérea da Basílica de São Pedro [Próxima Figura], tirada de uma revista de turismo italiana. Observe atentamente a grande área livre no primeiro plano da foto. Consegue ver que esse círculo é a mesma Roda das Oito Etapas para a Iluminação? As multidões de fiéis católicos não têm a menor ideia que estão se ajoelhando diante da Cruz Vergada, o símbolo do Anticristo, e aqueles que visitam o Vaticano para ouvir alguma preleção do papa ficam em pé no meio da Roda Satânica das Oito Etapas!
obelisco é o maior e o mais comum símbolo fálico no paganismo. Você sabe como o satanista simboliza mais comumente o ato sexual? Ele coloca o falo no meio da satânica Roda das Oito Etapas para a Iluminação! Agora, você ficará absolutamente chocado quando eu lhe mostrar a mais famosa ocorrência dessa representação da relação sexual - o símbolo fálico do obelisco no meio da Roda das Oito Etapas para a Iluminação.
A mais famosa representação da relação sexual no mundo inteiro encontra-se na Cidade do Vaticano, na Praça de São Pedro, de onde o papa fala regularmente para os fiéis católicos.

Agora, observe o monumento vertical no centro do círculo. Você sabe o que é? É um obelisco. O obelisco mais conhecido do mundo é o Monumento de Washington, na capital norte-americana. O obelisco foi criado pelos egípcios durante o tempo de esplendor da sua civilização. Um dos maiores obeliscos foi criado e dado como um presente a Cleópatra, rainha do Egito, no primeiro século antes de Cristo.
“Os egípcios desenvolveram os meios de colocar esses enormes blocos de granito diretamente em um pedestal cúbico que tinha que estar absolutamente alinhado para que o obelisco ficasse na vertical...”. No entanto, os primeiros obeliscos podem ter sido criados no século XVI A.C.
Mas, o que são os obeliscos e a que se destinam? O autor de Nova Era Peter Thomkins descobriu a resposta. Pesquisando o assunto, ele “encontrou o mundo escuro da feitiçaria, do vodu, da demonologia, e os recônditos ocultos da mente humana”. Em outras palavras, esse autor de Magia Branca descobriu que os obeliscos representavam o mundo do praticante da Magia Negra!! O propósito do obelisco era adorar o antigo deus egípcio do Sol, chamado Rá. [19]. “O obelisco em Heliópolis é o mais antigo que existe no Egito. Com vinte metros de altura, pesa 121 toneladas... Heliópolis, como seu Templo do Sol, seus 13.000 sacerdotes cantando mantras diante de um enorme espelho de ouro polido, o falcão sagrado na gaiola de ouro, o bezerro sagrado Mnevis, era o grande centro tecnológico do antigo Egito” [20].
Lembra-se do antigo deus do Sol, Rá? Em Êxodo 10:21-23 vemos que Deus fez cair densas trevas sobre toda a terra do Egito, para demonstrar que era mais poderoso que o reverenciado deus do sol, Rá. As trevas que cobriram o Egito foram tão intensas que as pessoas não podiam sair de suas casas. Essa praga durou três dias. No entanto, nas moradias dos israelitas, a luz natural brilhava!
Na Bíblia, vemos o obelisco sendo usado na adoração a Baal. Deus ordenou a reis justos que matassem os sacerdotes de Baal e destruíssem seus obeliscos. Veja a passagem em que Deus destruiu esses obeliscos:
“E tiraram as colunas da casa de Baal, e as queimaram. Também quebraram a própria coluna de Baal, e derrubaram a casa de Baal, e a transformaram em latrinas até ao dia de hoje. Assim Jeú exterminou de Israel a Baal” (2º Reis 10.26-28).
Aqui vemos o juízo de Deus cair contra a casa de Acabe. Jeú, o novo rei, atuando sob as ordens de Deus, começou a erradicar a adoração a Baal de Israel. O Comentário Bíblico Amplificado observa que essas “colunas” que foram destruídas da casa de Baal eram obeliscos!
Deus ordenou que Jeú quebrasse os obeliscos de adoração a Baal e destruisse todas as outras coisas associadas com essa adoração. Os maçons também reverenciam a Baal, e a todos os deuses egípcios nos quais a adoração aos obeliscos estava fundamentada! Isso lhe dá uma indicação do resultado final da Maçonaria, provocando continuamente assim a ira de Deus? No tempo devido, ela receberá o mesmo julgamento que vemos aqui.
“Israel é vide luxuriante, que dá o fruto; segundo a abundância do seu fruto, assim multiplicou os altares; quanto melhor a terra, tanto mais colunas fizeram. O seu coração é falso; por isso serão culpados; o SENHOR quebrará os seus altares, e deitará abaixo as colunas” (Oséias 10:1-2).
Acho interessante que Deus menciona o coração falso (dividido, em outra tradução) que os israelitas possuíam por causa da adoração a Baal e aos outros deuses cuja adoração envolvia a utilização dos obeliscos. Seria essa a razão de maçons terem criado a Águia Bicéfala como um de seus principais símbolos? Lembre-se também que as Escrituras dizem, “Um homem de ânimo dobre é inconstante em todos os seus caminhos” (Tiago 1.8).
Os satanistas do Egito acreditavam que o espírito do deus sol, Rá, habitava nos obeliscos. Portanto, os seguidores dessa religião egípcia adoravam o espírito de Rá. Eles deviam olhar para um obelisco de preferência três vezes por dia. A adoração aos deus sol foi preservada nas sociedades secretas até o dia de hoje, e os adoradores “olham para o obelisco diariamente!”
Após o declínio da civilização egípcia, os pagãos na Europa começaram a adquirir vários obeliscos e a transplantá-los em várias cidades europeias. “Os romanos levaram vários obeliscos do Egito, para serem erguidos em diversas cidades da península italiana”. Por exemplo, o imperador Augusto, transplantou um obelisco gigante para Roma, colocando-o no Circo Romano.
Depois, quando o Império Romano se desintegrou, a Igreja Católica começou a crescer em poder e influência até que assumiu total poder, tanto espiritual quanto político. O Vaticano adquiriu então um antigo obelisco egípcios e transplantou-o para a praça da Basílica de São Pedro. Portanto, sempre que o papa aparece para falar à multidão de fiéis reunidos na praça, ele olha de frente para o obelisco, exatamente como um bom pagão faria.
Assim, vemos que a Igreja Católica Romana utiliza dois símbolos satânicos na Basílica de São Pedro, o obelisco e a Roda das Oito Etapas para a Iluminação. Os satanistas sabem bem o significado desse posicionamento do obelisco. Eles adoram a deusa da fertilidade e o deus chifrudo. “Uma Análise de Halloween, Por Meio do Prisma da Nova Ordem Mundial”, vemos que os satanistas celebram um sabá em 21 de março, como a ascendência da deusa da luz sobre as trevas do deus chifrudo. Depois, em 21 de setembro, celebram a ascendência das trevas do deus chifrudo sobre a deusa da luz. Em ambos esses sabás, conhecidos como Equinócio da Primavera e Equinócio de Outono, respectivamente, o dia está em “equilíbrio”, tendo a mesma duração para o dia e para a noite. Os satanistas realmente adoram o “equilíbrio” na natureza, o princípio masculino e feminino. Eles regularmente praticam sexo como a cerimônia que celebra esse “equilíbrio” na natureza. O sexo é adorado!
Um dos principais símbolos do princípio masculino é o obelisco e um dos principais símbolos do princípio feminino é o círculo, que simboliza a vulva. Portanto, os satanistas ilustram a cópula sexual colocando um obelisco (um símbolo fálico) dentro de um círculo!! É exatamente isso que está ilustrado aqui na Basílica de São Pedro. O sexo é representado pelo obelisco colocado exatamente no centro da Roda das Oito Etapas para a Iluminação!
E os fiéis católicos de todo o mundo não têm a menor ideia do que sua igreja vem fazendo todos esses anos. Há vários séculos que a Igreja de Roma incorpora muitas práticas pagãs em suas doutrinas, rituais e símbolos, e simplesmente lhes dá nomes cristãos. Mas agora, no fim dos tempos, os eventos estão formando um círculo completo: Satanás manobrou a Igreja Católica e o papa para uma posição que onde ele está se preparando para assumir o manto de líder espiritual no Reino do Anticristo, conhecido como Nova Ordem Mundial.
Verdadeiramente Jesus estava correto quando advertiu que uma das principais marcas características do fim dos tempos será o engano espiritual. Esse engano não terá nada similar na história. Estas foram as palavras de Jesus: “Porque haverão falsos cristos e falsos profetas, que operarão grandes sinais e maravilhas e, se possível, enganarão até os escolhidos”.
Não se deixe enganar! Se é um católico romano, sua alma é muito preciosa e Jesus Cristo morreu na cruz por você. Agora, chegou a hora de sair desse “paganismo cristão”, de arrepender-se de seus pecados e confessá-los diretamente a Deus, aceitando o DOM GRATUITO da Salvação e o perdão pelos seus pecados. Confie somente em Jesus Cristo como seu Salvador e Senhor. Esta é a simples verdade do evangelho.
Caso contrário, em breve chegará o tempo em que você verá o papa assentado ao lado do Cristo da Nova Era [o Anticristo], exibindo os mesmos poderes ocultos e operando os mesmos sinais e maravilhas, exercendo o papel do Falso Profeta que é descrito em Apocalipse 13. O papa incentivará todos os católicos e todos os habitantes do mundo a adorar o Anticristo. Logo após esse evento terrível, o Falso Profeta fará com que todos declarem sua lealdade ao Anticristo, e como sinal dessa lealdade, recebam uma marca eletrônica na mão direita ou na fronte, em cumprimento direto de Apocalipse 13.16-18. Fique advertido de antemão que todos os que receberem essa marca estarão condenados para sempre e serão lançados no lago de fogo! (Apocalipse 14.9-11).
Não se engane. A batalha espiritual está crescendo e agora podemos ver claramente o papel que a Igreja Romana e seu papa exercerão no fim dos tempos.
Da próxima vez que vir um obelisco na sua organização maçônica, você saberá que está olhando para um dos objetos supremos de adoração a Baal, por causa do qual Deus, mais tarde, destruiu Israel. Você também está tolerando um símbolo satânico do ato sexual. Um pastor fundamentalista chegou a permitir que um boletim dominical que continha uma gravura do Monumento a Washington fosse usado no culto da manhã na igreja, por não estar familiarizado com o verdadeiro significado do obelisco. Paulo afirmou, de fato, que estava ciente dos “ardis de Satanás” (2 Coríntios 2.11). Os pastores padres e professores de hoje estão lamentavelmente ignorantes dos ardis do Maligno, muito embora estejamos vivendo em uma era em que a atividade demoníaca atingiu níveis altíssimos, conforme Satanás pressiona seus líderes humanos para completarem os preparativos para que o Anticristo possa aparecer.
Os pregadores são simplesmente ignorantes! Entretanto, esses pastores devem estar cientes da doutrina bíblica que afirma que a ignorância não será desculpa quando Jesus nos confrontar no dia da recompensa (1 Coríntios 3.10-15).
A própria presença desse obelisco satânico (Monumento a Washington) na capital dos EUA deveria nos dizer tudo o que precisamos saber sobre a herança profana dos EUA, a outra face da moeda da herança piedosa da nação.
A própria presença desse obelisco satânico (Monumento a Washington) na capital dos EUA deveria nos dizer tudo o que precisamos saber sobre a herança profana dos EUA, a outra face da moeda da herança piedosa da nação.
CÍRCULO POLAR ÁRTICO — CONOTAÇÃO SEXUAL DO CÍRCULO NA MAÇONARIA E TODOS OS DEMAIS SISTEMAS OCULTISTAS
A Maçonaria e outras organizações ocultistas atribuem um significado mais profundo ao ponto dentro de um círculo: ele representa o intercurso heterossexual! Por que você ficaria surpreso, já que tanto daquilo que a Maçonaria e outros ocultistas adoram gira em torno do sexo? Veja:
“Albert Churchward, um maçom, diz que: 'O ponto dentro de um círculo é um dos sinais hieróglifos do deus-sol Rá. O ponto dentro do círculo representa outros deuses em outras mitologias. Na Índia, o ponto ou o ponto dentro do círculo representa XIVA e na mitologia egípcia representa HÓRUS, ou OSÍRIS. Os druidas usavam o ponto dentro do círculo como emblema do seu Deus Supremo ODIN, o ponto dentro do círculo tem uma conotação sexual”.
“Em um Short Talk Bulletin intitulado 'Ponto Dentro do Círculo' que deveria ser lido nos encontros da Loja. Esse símbolo está conectado com a ADORAÇÃO AO SOL.
Acreditava-se na Índia que no dilúvio geral tudo foi envolvido na destruição comum exceto os princípios masculino e feminino, ou os ÓRGÃOS DE GERAÇÃO, que eram destinados a produzir uma nova raça e repovoar a terra. O princípio feminino, simbolizado pela lua, assumiu a forma de uma luneta ou crescente, ao passo que o princípio masculino, simbolizado pelo sol, assumiu a forma do linga (ou falo) e se colocou ereto no centro da luneta, como o mastro de um navio. A interpretação indiana faz do PONTO o PRINCÍPIO MASCULINO e do CÍRCULO O PRINCÍPIO FEMININO; o ponto se tornou o sol e o círculo o sistema solar...” [Dra. Cathy Burns, Masonic and Occult Symbols Illustrated, pg 28-29; ênfase no original].

Os Illuminati sempre usaram um ponto dentro de um círculo para representar sua organização [Dra. Cathy Burns, Masonic and Occult Symbols Illustrated", pg. 29, e Albert Pike, Morals and Dogma, pg 502]. Veja a explicação da Dra. Burns:
“Como os verdadeiros propósitos do iluminismo eram muitos chocantes, Weishaupt constantemente encorajava a natureza sigilosa da ordem. Nenhum membro tinha permissão para se identificar como um Illuminati. As palavras iluminismo ou Illuminati jamais poderiam ser usadas em correspondências, mas deveriam ser substituídas pelo símbolo astrológico do sol, um círculo com um ponto no meio” [Burns, op. cit., p. 29].
No filme “A Lenda do Tesouro Perdido, embora uma ficção, os maçons usaram os símbolos secretos para comunicar-se com os irmãos illuminati em todo o planeta:
Observe que o deus-sol se colocou no centro do princípio feminino — o Círculo — como “o mastro de um navio”. Portanto, o navio Charlotte foi retratado como sendo o centro de atividade no Círculo Ártico, e foi dada ênfase visual ao seu mastro. Acredito que os roteiristas maçons colocaram o navio Charlotte na inacreditável localização do Círculo Ártico para enviar uma mensagem: os pais fundadores dos EUA eram maçons iluministas. Essa interpretação é consistente com a realidade de que a moeda norte-americana é a única do mundo que traz um Olho Que Tudo Vê pairando sobre uma pirâmide inacabada.
Como Elizabeth van Buren afirma sucintamente:
“Há um destino secreto e imutável planejado para a humanidade, que não é reconhecido ou sonhado pelas massas da população. Foi decretado que o continente norte-americano seria a terra de uma nação democrática de Estados anos antes de Colombo velejar até suas praias. Não há dúvidas de que os Iluminados tinham as mãos na formação da nova nação. O destino dos Estados Unidos era ser a Atlântida, renascida como a Fênix de suas cinzas. Chegamos em um ponto em que muitos americanos, como novos atlantes, estão recebendo o chamado: Saiam! O tempo é curto! Construam sua Arca, pois do pó da Nova Atlântida se erguerá em muitas partes do mundo um povo que será consciente de sua Unidade com a Atlântida e a América. Eles ajudarão a criar uma democracia de estados mundiais sob um governo que reinará sobre todo o globo com amor e sabedoria. O Plano da Fraternidade Branca prossegue!” [Elizabeth van Buren, The Secret of the Illuminati, pg. 143, 149-150].
Se esse for o simbolismo desejado, o filme retrata os pais fundadores dos EUA não apenas como maçons, mas como maçons iluministas.
Essa realidade é o lado oposto da “moeda da herança nacional” dos EUA — Fiel a Deus de um lado, mas terrivelmente profana do outro. 
  

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2016.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram