Perfumaria e Cosméticos

Perfumaria e Cosméticos
Compre os seus produtos de beleza on-line.

Escola Bíblica Dominical - 2º Trimestre 2017 - Lição Nr 05

domingo, 30 de dezembro de 2012

JESUS CRISTO É O CAMINHO! A VERDADE E A VIDA!: Malco!

JESUS CRISTO É O CAMINHO! A VERDADE E A VIDA!: Malco!: Ele os viu chegar. Tochas em movimento, entre as árvores, à medida que a multidão avançava a seu encontro. O coração dele deve ter batido ...

FILANTROPIA - Significado


Filantropia vem do grego φίλος (amor) e άνθρωπος (homem), e significa "amor à humanidade". O seu antónimo é a misantropia.
Os donativos a organizacional humanitárias, pessoas, comunidades, ou o trabalho para ajudar os demais, direta ou através de organizações não governamentais sem fins lucrativos, assim como o trabalho voluntário para apoiar instituições que têm o propósito específico de ajudar os seres vivos e melhorar as suas vidas, são considerados actos filantrópicos.

História

O termo foi criado por Flávio Cláudio Juliano (331/332 - 26 de Junho de 363), que foi imperador romano desde 361 até à sua morte.
Uma das tarefas de Juliano como imperador, foi a de restaurar o paganismo como religião dos romanos, e neste intento, imitou a igreja cristã. Assim criou o termo "filantropía" para concorrer com o termo cristão caridade, que era uma das virtudes da nova religião e que nunca tinha sido parte do paganismo em Roma ou Atenas.

Malco!

Ele os viu chegar. Tochas em movimento, entre as árvores, à medida que a multidão avançava a seu encontro. O coração dele deve ter batido mais forte, e a adrenalina deve ter acelerado enquanto pensava: "É agora!" O inimigo havia chegado, orquestrado pelo antigo Grande Dragão. O seu tempo havia chegado.

Ele tomou à frente dos discípulos, todos confusos, ainda em estado de sonolência por dormir pouco e pelo muito estudo. Jesus, naquelas últimas horas, havia insistido com eles, tentando passar o ensino que lhes guiaria por toda a vida. Erguendo-se do chão que usaram de cama, eles depararam com uma multidão unificada formada de vários membros: soldados do templo, judeus livres, e escravos, todos enviados para pegar Jesus Cristo em flagrante, aproveitando a escuridão daquelas horas.

Quando ficou claro que Judas tinha vindo para trair a Jesus, entregando-o a seus inimigos, os discípulos começaram a se agitar. Eles pegaram as duas espadas para defender o seu Mestre. Duas espadas contra várias outras, mas estavam mostrando uma coragem que não voltariam a mostrar até no Pentecostes, dois meses depois (quando acusariam os seus irmãos de haverem crucificado o Filho de Deus). Pedro, como de costume, colocando o coração à frente da razão, partiu para o ataque. Ele manejou sua arma contra as fileiras diante dele, com a intenção de mutilar ou matar. Os homens se espalharam, fugindo de seu ataque impulsivo. Provavelmente os soldados desembainharam as espadas, as quais empunharam em defesa própria. Era inevitável que houvesse derramamento de sangue.

Um infeliz servo do sumo sacerdote foi um pouco lento para evitar a espada de Pedro. Ele moveu a cabeça para o lado, e o aço escorregou pelo seu rosto, cortando fora com perfeição a sua orelha direita.

Sua reação normal seria pôr a mão sobre a ferida em formato de concha, depois examinar a mão. O sangue jorrando em excesso certamente o fez cair de joelhos, vasculhando no escuro pelo chão a orelha perdida. Fico pensando se alguém disse alguma coisa enquanto ele soluçava, gritava e choramingava em dor e pânico.

Então o maravilhoso Jesus, sempre Senhor da situação, abaixou-se para tocar e emendar a orelha. Ele uniu novamente a orelha à cabeça; o sangramento se estancou, e o homem estava inteiro de novo.

Não posso entender por que Mateus (26:51-52) e Marcos (14:47) dedicaram tão poucos versículos a essa história fascinante e nem sequer mencionaram a cura. João (18:10-11) forneceu detalhes como o fato de que tinha sido Pedro quem atingiu, e Malco quem foi acertado. Mas ele, também, omite o milagre. Somente Lucas (22:47-51), o médico (que naturalmente se sentiria atraído por um milagre médico dessa natureza), nos conta acerca da cura.

Malco era um homem que se achava na multidão errada, defendendo a causa errada, envolvendo-se com pessoas erradas. Ele merecia perder a cabeça, e não a orelha.

Mas Jesus Cristo lhe demonstrou compaixão. Compaixão que desejo ardentemente demonstrar para com os meus inimigos, e para com o estranho. Compaixão e perdão são duas características marcantes da vida de Jesus Cristo. Deus, ajuda-me a ser como Ele.

Será que toda vez que Malco mexesse a orelha, se lembrava de Cristo? O que você está esperando acontecer para lembrar de Jesus Cristo!

Comunhão! O que é?


Nós anunciamos em alta voz, o que vimos e ouvimos para que vocês também tenham comunhão conosco. Nossa comunhão é com o Pai e com o seu Filho Jesus Cristo. 1ª João: 1.3.
A comunhão não é algo para se sentir ou ter apenas em alguns momentos de nossas vidas. Não é só nos cultos ou na igreja (no templo) que devemos sentir esta comunhão com Deus, mas é algo para ser sentido 24 horas por dia. Nada neste mundo deveria interromper nossa comunhão com Deus.
Por que a comunhão é tão importante assim? Porque a comunhão é a maior prova de nossa reconciliação com Deus. Estávamos em nossos delitos e pecados, mas através da morte de Cristo fomos reconciliados com Deus. Isto é; reatamos novamente nossa comunhão com Deus por meio de Jesus Cristo. Segundo, resplandecemos como astros no mundo (Daniel 12. 3). Ser sal na terra luz no mundo, e resplandecer como astros neste mundo só são possíveis se tiver de antena ligada com Deus. Koinonia!
A comunhão é um dos maiores pilares do cristianismo. Sem comunhão não existe verdadeiro cristianismo. Pois, cristianismo é cristo em nós. Isto é um grande mistério, e é este mistério, “Cristo em nós” que nos faz ter vida abundante e vivermos em plena comunhão com Deus o Pai.
Diante deste esclarecimento você pode estar se perguntando: o que fazer para melhorar a comunhão nossa de cada dia? Primeiro devemos saber que nossa comunhão deve ser vertical e horizontal. Devemos ter comunhão com Deus e com os irmãos. O apóstolo João disse:
O que vimos e ouvimos isso vos anunciamos, para que vocês também tenham comunhão conosco. Nossa comunhão é com o Pai e com o sei Filho Jesus Cristo. 1ª João 1.3.
Fica bem claro neste texto João que nossa comunhão deve ser com Deus o Pai, e com os irmãos. A comunhão vertical é com Deus, e a horizontal é com os irmãos.
Segundo para melhoramos nossa comunhão é necessário andar na luz. Andar na luz é andar com Deus, é ser nova criatura. Esta luz é Deus. Se estivermos na luz é porque deixamos o pecado e estamos em Cristo.··João também diz: Se dissermos que temos comunhão com ele e andarmos em trevas, (na prática do pecado) mentimos e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele (Jesus) na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus nos purifica de todo pecado.
Há pessoas que acham que quando melhoramos a comunhão com Deus, devemos distanciar das pessoas, mas isto não é verdade. A verdadeira comunhão produz amor a Deus e ao próximo. Esta nos faz envolvermos mais com os irmãos. Quem tem intimidade com Deus não se isola das pessoas, mas se envolve com muito mais afinidade com seu próximo, principalmente os seus irmãos em Cristo. Isto é Koinonia pura!
Quem recebeu Jesus como seu único e suficiente Salvador, não só tem garantia de vida eterna, mas vive em comunhão com Deus. E sente alguns sintomas, estes sintomas são: a presença de Deus, o poder de Deus, certeza de sua salvação, alegria da salvação Salmos 51.12. Viva não uma vida monótona, mas anda em novidade de vida, desfrutando as bênçãos da comunhão com Deus.
Se você não tem desfrutado os benefícios da comunhão de nosso Pai, renove sua intimidade com Deus e passe a viver uma vida plena na comunhão com nosso Senhor, e irmãos em Cristo. 
Deus em Cristo vos abençoe com a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo. Amém!


sábado, 29 de dezembro de 2012

Salário X Dom!

O Apóstolo Paulo resumiu bem a escolha diante de todos nós: “...porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6:23). O pecado leva à morte. Deus oferece a vida através de Jesus Cristo. Há dois caminhos e dois destinos (Mateus 7:13-14).

Vamos refletir em outro contraste apresentado em Romanos 6:23. Paulo não falou do salário do pecado e o salário de Deus. Também, não falou do dom do pecado e o dom de Deus. O pecado paga um salário. Deus nos oferece um dom. Essa diferença é importantíssima.

Salário é remuneração devida, merecida pelos atos de um “empregado”. A pessoa que permanece no pecado se torna servo dele (Romanos 6:16) e merece o salário justo: a morte.

Dom é presente, algo dado. Para tirar qualquer dúvida, Paulo acrescentou o adjetivo “gratuito”, mostrando que o dom é completamente oposto ao salário. A vida eterna não é o direito merecido por ninguém. É dom que vem pela graça do Deus benevolente. O dom gratuito não exclui serviço de honra ou obediência. De fato, o contexto diz que os cristãos são “servos para obediência” (Romanos 6:16). Mas, nada que um homem pode fazer em serviço de Deus seria suficiente para merecer o dom da vida eterna. Jesus disse: “Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer” (Lucas 17:10).

Cada um decide por si mesmo. Vai servir ao pecado e receber seu salário, ou servir a Deus é receber o dom da vida eterna?

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Seja um Obreiro que sabe manejar bem a palavra da verdade!


Vivemos  em um tempo em que ser famoso é algo que tem seduzido muitas pessoas com objetivo de trazer a glória, o glamour  para si. Isto se vê em vários segmentos desta vida.
   
   O sistema deste mundo tem colocado nas pessoas que sentir-se o centro das atenções como: Ser aclamado, adorado, enfim ser famoso  é algo de satisfação para o seu ego.

  Muito embora este glamour e esta glória que o mundo oferece é passageiro, temporário, o que só faz deixar seu interior  cada vez mais vazio. Vivendo uma aparência exterior que não retrata o seu interior.

  Outros enveredam nas orgias, bebedice, drogas e decepcionados na sua busca incessante chegam até cometer suícidios.  
   
  O vazio interior do homem não se preenche com a fama deste mundo. Só Deus pode preencher este vazio,  que pela falta de conhecimento na Palavra de Deus, muitos tem buscado o que o mundo oferece.
   
  Nós cristãos precisamos ser cautelosos  para não sermos embriagados e desejar a fama que o mundo oferece.
     
  Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. 1 Pedro 5:3.

  Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; 1 Pedro 5:2.
   
 Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR fraudulosamente... Jeremias 48:10.
 
  As manifestações dos dons do Espírito Santo  tem como objetivo atrair pessoas que vem do sistema do mundo que precisam de Jesus como Senhor de suas vidas como também de irmãos  que   precisam de algo que só Deus pode fazer.
 Os dons espirituais foram concedidos a  igreja de  Cristo por causa da nossa Salvação pela Graça de Jesus Cristo e não pelas nossas atitudes.
 
  Devemos buscar as manifestações dos dons do Espírito Santo como algo proveitoso que venha Glorificar o Nome do Senhor Jesus.
 
 É importante para o cristão que a busca esteja em harmonia com a Palavra de Deus. 

  Os dons espirituais não qualificam o cristão para fazer a obra de Deus. 
 
  O que qualifica o obreiro é a Palavra de Deus.
 
 “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar que maneja bem a palavra de verdade” (II Timóteo 2:15).
 
 O obreiro aprovado é aquele que não se embaraça com os negócios dessa vida, sabe diferenciar um falso ensino, um falso profeta, sabe instruir os outros a permanecerem firmes na Palavra de Deus. Podemos ver isto na vida do Apóstolo Paulo que mesmo preso em Roma já prestes a ser decapitado por causa da Palavra, envia uma das suasúltimas cartas a Timóteo a fim de instrui-lo a ser um Obreiro qualificado. (II Timóteo 1-4).

  É a Palavra de Deus que capacita e prepara o homem de Deus para toda boa obra.
 
“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (II Timóteo 3.16-17).

  Os dons espirituais estão alistados em I Coríntios 12:1-11, sendo em número de nove. Paulo tratou do assunto, pois na época, como hoje ainda ocorre, havia muita ignorância sobre o tema. Paulo diz:
 “A respeito dos dons espirituais não quero irmãos que sejais ignorantes” (I Coríntios 12.1).
 
 Os dons espirituais são importantes e tem a sua função. Mas podem ser perigosos se não forem trabalhados corretamente, era o que estava ocorrendo na Igreja de Corinto e o que tem ocorrido frequentemente no meio de alguns irmãos. Paulo resolve tratar esse assunto na base doutrinária, mostrando aos irmãos que os dons espirituais têm uma finalidade específica: glorificar a Jesus.
 
  “Por isso vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anátema Jesus! Por outro lado ninguém pode dizer: Senhor Jesus! senão pelo Espírito Santo” (I Coríntios 12:3).
 
  Na igreja de Coríntios podemos ver através da primeira carta, que ela tinha todos os dons espirituais operando na igreja, mas não havia santidade entre os irmãos, a igreja estava dividida, irmãos andando na carne. Esta confusão no meio da igreja chega ao conhecimento do Apóstolo Paulo e o mesmo envia esta carta com objetivo de trazer correção para igreja afim de que a mesma seja doutrinada dentre os princípios da Palavra de Deus.

 
  Os dons espirituais dão poder para o crente testemunhar o Evangelho, mas não santificam o crente. O cristão não fica mais santo por receber um dom espiritual. Esse é um erro gravíssimo: Relacionar santidade do crente com Dons Espirituais.

   Para andar em santidade tem que andar no fruto do Espírito.
 
  Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor; Hebreus 12:14.
 
  Dons Espirituais o crente recebe porque é nascido de novo. Todo Nascido de Novo tem o privilégio de receber os Dons do Espírito, mas não que dizer que dizer que se o cristão tem o Dom do Espírito anda em santidade.
 
  Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.

Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Mateus 7:21-23.
 
  Importante é que tenhamos sempre em nossa mente e coração, de que os dons são para atrair pessoas para o Sr. Jesus e não para  si. 
 
  Os dons são de Deus e não nosso, que tem uma finalidade de nos abençoar e que o Sr. Jesus Seja sempre Glorificado através de nossas vidas.
 
  Os dons são sobrenaturais e se torna algo espetacular para o natural, e tem o poder de atrair pessoas.

  Por isso se o irmão deixou- se levar pelo desejo da fama do sistema do mundo, deixando de lado o que a Palavra de Deus diz  trazendo glória para si esquecendo-se que o dom é de Deus e tem uma finalidade de abençoar a igreja para Glória de Deus, está  correndo o risco de  criar heresias no meio da igreja tirando versículos isolados fora de contexto para formar um pretexto em seu benefício. Trazendo a sua queda espiritual junto com seus seguidores.

  Podemos ver que existem pessoas deficientes na santidade mas que podem exibir manifestações dos dons. A operação dos dons não tem um poder santificador. Balaão experimentou o dom profético, embora no coração desejasse trair o povo de Deus por dinheiro. Paulo nos diz claramente da possibilidade de possuir os dons sem possuir o amor. I cor 13:1-2.

  O que produz santidade na vida do crente é o fruto do Espírito. O fruto do Espírito é mais importante do que o poder que alguns irmãos tanto buscam.

  O Poder de Deus já esta em sua vida e é concedido aos que creem (Marcos 16:!7-18) que tem como objetivo glorificar o Sr. Jesus Cristo na vida das pessoas.

  Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Gálatas 5:22; Lucas 13:9; João 15:2; Lucas 3:9; Mateus 7:19; Mateus 3:10.

   O amor tem uma função superior aos dons espirituais (1 Coríntios 13:1-2). Os dons espirituais não garantem a salvação do cristão, basta lembrar o grupo de pessoas descrito em Mateus 7, os quais mesmo tendo operado grandes milagres e de terem profetizado serão envergonhados no dia do juízo, pois buscaram os dons espirituais e esqueceram de desenvolver o caráter.  Não havia o fruto do Espírito em suas vidas. 

   O amor é o distintivo que nos permite reconhecer que “... já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; aquele que não ama permanece na morte” (I João 3.14).
 
  O Espírito Santo sempre opera dentro dos limites da Palavra de Deus.  A verdadeira experiência com o Espírito Santo não pode negligênciar a Palavra de Deus, buscar essa experiência sem passar pela Palavra é entristecer o Espírito Santo posto que para o mesmo trabalhar a Palavra precisa está presente.

“Quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda verdade...” (João 16.13).
 
O Espírito Santo tem o objetivo de glorificar o Sr. Jesus.
Ele me glorificará... João 16:14.
  Pela negligência do estudo da Palavra de Deus, alguns irmãos esperam sempre que o Espírito Santo traga uma revelação sobrenatural  para lhe dizer o que fazer em sua vida. É certo de que Ele opera na vida do crente mais sempre em harmonia com a Palavra.E a Palavra já nos diz:

Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude; 2 Pedro 1:3.

Não vamos negligenciar o estudo e nem o ensino da Palavra! Mateus 22:29.
 
"Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado." 1 Coríntios 9:27.




Invocar os mortos! É de Deus?


Esta mensagem é para todas as pessoas que acessarem este blog. Digo não saia desta pagina antes de ler. Você não acessou por acaso, foi impulsionado por DEUS, PARA QUE HOJE VOCÊ TOME UMA POSIÇÃO NA SUA VIDA PARA COM ELE.

Por isso vamos conhecer o manual da vida, a Bíblia Sagrada!

A Bíblia Sagrada, é o único livro que nos mostra quem deu origem a todas as coisas, como também o caminho da Salvação eterna, livre da condenação do pecado.
No princípio criou Deus os céus e a terra. Gênesis 1:1
E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. Gênesis 1:27.

O homem dá ouvido ao diabo e comete uma alta traição contra o Seu Criador Deus e morre espiritualmente.
Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás. Gênesis 2:17.

Deus envia seu único filho para trazer de volta o ser humano.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.  
João 3:16-18. 

O homem tem um inimigo o diabo, satanás, que já se encontra condenado ao lago de fogo e procura fazer de tudo para que o homem continue na liberalidade do pecado para quando partir desta vida para eternidade seja também lançado no lago de fogo.
O ser humano só tem vida porque o seu espírito habita nele, então quando o espirito deixa o corpo ocorre a morte física.
Depois da morte física o espírito do ser humano deixa esta dimensão física e entra na dimensão espiritual preparado por Deus para todo espirito humano quando se desliga do seu corpo físico.
O espírito humano tem dois caminhos: o céu ou inferno, dependendo de suas atitudes para com Deus,  define sua eternidade.
E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado.
E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.
E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá.
E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai
Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.
E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.
Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.  
Lucas 16:22-31.
O espírito humano quando parte para eternidade  perde toda ligação  conosco que estamos vivos. Ficam esperando o dia da ressurreição.
E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, Hebreus 9:27.

Todos os que já morreram aguardam o dia da sua ressurreição.

E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Daniel 12:2.
Os que morrem com Jesus como Senhor de suas vidas, a ressurreição será desta forma:
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.
1 Tessalonicenses 4:16-18
Para os que morreram na impiedade, a ressureição  ocorrerá desta forma:
E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.
E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles.
E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. Apocalipse 20:10-15.
O espírito humano que partiu para a eternidade  não  mais retorna e perde todo o contato conosco, os  vivos.  Sendo condenada por Deus  quaisquer atitude de invocação aos mortos.   
Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.
Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. Deuteronômio 18:10-13.
Todo aquele que aceita Jesus como Salvador de sua vidas,  nasce de novo não na carne (corpo físico), mas no espírito.
Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.João 3:2-7.
Só existe um caminho que nos conduz a vida eterna que é através de Jesus  Cristo.
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6.
Deus vela para cumprir com a sua Palavra.
E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la. Jeremias 1:12.
O Sr. Jesus nos deu o Seu Nome, para usar em nosso benefício, contra todo tipo de mal que venha contra os que Nele crêem.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. Marcos 16:16-18.
Se você ainda não fez sua confissão de fé em Jesus Cristo como Senhor de Sua vida, e sabe que precisa fazer. Faça esta oração:

Pai em Nome do Jesus, confesso que Jesus é o Senhor e Salvador da minha vida e creio do meu coração que o Senhor Deus  ressuscitou dentre os mortos, e que o meu nome esta escrito no Livro da Vida. Amém.


Procure uma igreja evangélica mais próxima de sua casa, para que você receba mais de Deus e seja fortalecido no Seu Poder, para que tenhais cada vez mais fé para vencer todas investida do mal que venha contra sua vida.

Deus te abençoe!
Caso queira pode deixar o seu comentário.

Escatologia - Transfiguração do Sr. Jesus!


Escatologia - Transfiguração do Sr. Jesus

Escatologia (do grego antigo εσχατος, "último", mais o sufixo -logia) é uma parte dateologia e filosofia que trata dos últimos eventos na história do mundo ou do destino final do gênero humano, comumente denominado como fim do mundo.


 Deus jamais vai de encontro a sua Palavra.

E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la. Jeremias 1:12.

Deus  é Juiz e é Legislador. 

Porque o SENHOR é o nosso Juiz; o SENHOR é o nosso legislador... Isaías 33:22.
O Senhor falou inúmeras vezes para seus apóstolos sobre a inauguração do Reino da Glória. O texto mais claro sobre este assunto se encontra em 
Mateus 25.31. 

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; Mateus 25:31.
Reino da Graça – Inaugurado na Ressurreição de Jesus Cristo.

Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.

E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo.
João 20:21-22

E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra..., fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo...  Mateus 28:18-20.

Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam;  Atos 17:30.
  
A transfiguração do Sr. Jesus:
Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,
E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.
E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.
E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o. Mateus 17:1-5.
E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos. 
Mateus 17:9.
Deus condena através da sua Palavra a prática de invocar os mortos.
Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti.
Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus.
Deuteronômio 18:10-13.
Então vamos refletir que o que aconteceu no monte da transfiguração, não foi uma conversa de Jesus com espíritos de pessoas que já morreram. Porque seria um sessão espírita que é uma abominação a Palavra de Deus. 

O Sr. Jesus não faz algo que Ele próprio condena.
Foi uma conversa de Jesus com duas pessoas que estão no Céu porém não estão mais em espírito,e sim  com um corpo glorificado igual ao de Jesus depois da ressurreição.
Elias foi arrebatado, e o seu corpo foi transformado em corpo glorificado igual ao do Sr Jesus depois da Ressurreição 2 Reis 2:1 e 11.  


Este corpo físico que temos hoje, não herdará o Reino  de Deus.

E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. 1 Coríntios 15:50 .
No arrebatemento, seremos transformados em um corpo incorruptível e os que morreram em Cristo também ressuscitarão em um corpo incorruptível.  1 Coríntios 15:35-54 / 1 Tessalonicenses 4:16 e 17.

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. 
1 Tessalonicenses 4:16-17.
Moisés morreu, mas não permaneceu no túmulo, ele ressuscitou: Vejamos porquê.
No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir. Romanos 5:14.

Está escrito por Paulo na carta aos Romanos que Moisés ressuscitou. Ele explica que a morte teve seu reinado durante um período que durou de Adão até Moisés, isto é, a morte não foi mais soberana. Ela perdeu seu reinado. quando Moisés ressuscitou, caso não fosse assim, a morte reinaria ainda por mais tempo.

Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés... Judas 1:9.

A epístola de Judas nos explica que houve uma contenda entre Miguel, um dos arcanjos de Deus e o diabo. O motivo da disputa é bem claro e não deixa dúvidas. A disputa de deu a respeito do corpo de Moisés e não sobre a sua alma.  Miguel vence o diabo na disputa do corpo de Moisés. Então o corpo de Moisés foi ressuscitado. Provando assim que a morte perdeu seu reinado.

Assim morreu ali Moisés, servo do SENHOR, na terra de Moabe, conforme a palavra do SENHOR.
E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura. Deuteronômio 34:5-6.

Não foi mais encontrado, nem a sepultura e nem o corpo de Moisés, porque ele ressuscitou. Se Moisés não tivesse ressuscitado, ele não apareceria com Elias no monte, pois isso caracterizaria uma sessão de espiritismo, o que é condenado por Deus.

E eis que estavam falando com ele dois homens, que eram Moisés e Elias,
Os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém. Lucas 9:30-31.

Dois homens – Note que o texto descreve a aparição de dois homens com glória, e não de dois fantasmas, nem de dois espíritos, ou qualquer outra coisa.

O que os apóstolos viram e deixaram o registro é que apareceram junto ao Senhor dois homensMoisés e Elias. Não foram dois desconhecidos, ou homens com aparência confusa.

Os quais apareceram em glória – Isto deixa claro que estes dois homens já estavam num estado de glorificação, como Paulo disse:

Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?
Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer...
Mas Deus dá-lhe o corpo como quer, e a cada semente o seu próprio corpo...
E há corpos celestes e corpos terrestres, mas uma é a glória dos celestes e outra a dos terrestres...
Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção...
Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória... 1 Coríntios 15:35-43
  
Moisés como Elias tiveram a honra e o privilégio de estar nesse estado de glorificação.

Deus sabia que somente através da morte de Seu Filho que a vida eterna seria uma realidade, e só então, logo após a expiação de Cristo, é que a vitória sobre a morte seria definitiva.  Com a morte e ressurreição de Cristo foi inaugurado o Reino da Graça. 

 Na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos. Tito 1.3.

 A vida eterna em Deus era e é uma esperança para todos, em todos os tempos. É uma promessa de Deus.

Jesus estava com a missão de trazer o homem de volta a Deus. O que daria  início a uma Nova Aliança de Deus para com o homem. Uma Aliança Eterna. 
Depois da transfiguração Jesus pediu que só contasse aos outros depois da sua ressurreição, porque certamente não entenderiam naquele momento.

Os discípulos que estavam com Jesus, seriam os que dariam continuidade ao evangelho com a missão de ensinar e deixar escrito os ensinamentos do Sr. Jesus,  para alcançar todas as gerações.

A transfiguração de Jesus no monte, nos mostra que depois do Seu sacrifício na cruz do calvário como  será o  corpo na eternidade com Deusde todos que nEle creem.   

Tantos os que já morreram em Cristo representado por Moisés como os que vão participar do arrebatamento representado por Elias, terão o mesmo corpo glorificado.
 
Foi justamente da vida Eterna com Deus e da condenação eterna que o Sr. Jesuspassou cerca de três anos ensinando aqui na terra.
Houve  outras ressurreições porém Jesus foi feito as primicias. 
Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem.  

Nem a carne nem o sangue vai herdar o Reino de Deus, nem na antiga aliança nem nesta nova aliança, e mesmo assim Enoque e Elias homens igual a nós   Deus o tomou para si, sem passar pela morte. 

Como é que eles entraram no Céu? Se neste corpo não pode entrar? É claro que tiveram seu corpo glorificado, para entrarem no Céu!
Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.
1 Coríntios 15:19


Classificação da Perseguição Religiosa 2016!

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2016.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram