Perfumaria e Cosméticos

Perfumaria e Cosméticos
Compre os seus produtos de beleza on-line.

Escola Bíblica Dominical - 2º Trimestre 2017 - Lição Nr 09

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Jesus está voltando! - Filme acordando no inferno

E você está preparado? Para ser recebido no céu...


“E muitos dos que dormem na poeira da terra acordarão, alguns para a vida eterna e outros para a vergonha e baixeza eternas” (Daniel 12:2).

Hoje você está vivo com saúde, e tem a chance de se reconciliar com Deus; e até mesmo aceitar e confessar Jesus Cristo como seu único e suficiente salvador... Mas e amanhã ou quem sabe após alguns segundos, quando Jesus realmente voltar..., pense nisto Deus tem lhe dado tudo, e ainda assim você o rejeita, assista este filme...

Acordando no inferno Parte 001

video

Acordando no inferno Parte 002


video


Acordando no inferno Parte 003

video

Acordando no inferno Parte 004



video

Deus não quer transformar nem mudar a sua vida, Ele quer lhe dar um nova vida...


Que Deus lhe abençoe! E que Ele tenha misericórdia de todos nós!


Aproveite a oportunidade para deixar seu comentário que é muito importante para a manutenção e continuidade deste blog...
Acesse também: http://institutogamaliel.com/revista/?p=3145

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

VOCÊ SABE QUE É AIDS?


Aproxima-se o dia 1º de dezembro dia mundial de combate a AIDS, você conhece esta doença ou alguém que é portador (doença crônica), então atenção, você pode estar pensando errado sobre o assunto, atualmente milhões de pessoas convivem com a doença:

O dia 1 de dezembro foi internacionalmente instituído como o Dia Mundial de Combate à Aids e é quando o mundo une forças para a conscientização sobre essa doença. Desde o final dos anos 80, tal dia vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde, ao final de 2007, 33 milhões de pessoas conviviam com o vírus do HIV no planeta, e diariamente surgem 7.500 novos casos. No Brasil são aprocimadamente cerca de 600.000 casos a cada três dias surge um novo caso e há ainda muitos que não tem conhecimento da doença por medo de realizar o exame, abaixo uma descrição sobre a doença e a sua prevenção, o ídice de contaminação caiu muito em relação ao início da doença, no entanto não vacile não brinque com a vida que Deus lhe deu:

AIDS é a sigla da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, provocada por uma vírus chamado HIV.
O HIV pode contaminar indivíduos que se envolvem em situações de risco sem proteção. Essas situações estão muito bem definidas e caracterizadas, sendo, portanto, facilmente evitáveis.
Em casos de AIDS, manifestam-se diversas doenças, porque o sistema de defesa do organismo humano fica desorganizado pela ação do HIV.
Como o HIV pode ser transmitido?
Através de três maneiras muito bem definidas e caracterizadas:
  1. - Contato com esperma e secreção vaginal (líquidos que estão presentes no corpo do homem e da mulher no momento da transa) contaminados, em práticas sexuais com penetração sem o uso da camisinha;
  2. - Contato com sangue contaminado, seja através de transfusões, seja através do compartilhamento de agulhas e seringas, principalmente entre usuários de drogas injetáveis;
  3. - Da mãe para criança durante a gestação, parto e aleitamento.
Como pode ser evitada a transmissão pelo HIV?
  1. - No caso de prática sexual com penetração, seja anal, vaginal ou oral, use sempre camisinha de forma correta. Sabendo usar o preservativo você diminui sensivelmente a possibilidade de rompimento;
  2. - Pratique sempre sexo mais seguro, que são formas de transar através das quais você não entra em contato com esperma, secreção vaginal ou sangue;
  3. - Exija sangue previamente testado nas transfusões, seja em hospitais públicos ou privados;
  4. - Dê preferência a agulhas e seringas descartáveis, nessa impossibilidade, as esterilize no calor ou com água sanitária, principalmente no uso de drogas injetáveis.
Lembre-se:
  • Não há nenhum risco de se contrair o HIV nos contatos de convívio familiar, social ou profissional. Por isso, não tenha receio de conviver com alguém que tenha HIV ou AIDS.
  • Faça sempre uso de sexo mais seguro nas suas transas. Assim, você continua sentindo prazer e elimina o risco de contaminação pelo vírus da AIDS.
  • Seja criativo, não deixe de sentir prazer por medo do vírus. Se não houver camisinha, invente outra forma de transar. Negocie com o seu parceiro (a) uma outra maneira de ser feliz no sexo, sem riscos.

Como usar a camisinha

Hoje, a camisinha tem uma importância muito grande na hora de transar. Ela tem seu momento e seu lugar. O tesão pelo seu parceiro(a) pode ser muito grande e, por isso, é preciso que a camisinha esteja sempre à Mão. Agora ela faz parte do jogo amoroso, sendo importante saber usá-la de maneira segura.
  • Não abra a embalagem de qualquer jeito. Você pode rasgar a camisinha. Abra-a apenas de um lado, de uma extremidade a outra.
  • Muitos acham que a camisinha diminui a sensibilidade enquanto fazem amor. Não deixe de usá-la por isso. Faça o seguinte: ponha apenas uma gota de lubrificante à base de água dentro do biquinho da camisinha. Isso dará ao pênis uma sensação de umidade natural, garantindo o seu prazer e o de seu parceiro.
  • Quando o pênis estiver duro, coloque a camisinha na cabeça dele. Retire o ar da extremidade da camisinha pressionando a ponta com os dedos. Isto dará espaço para o esperma depois que você gozar. Não é preciso torcer o biquinho para tirar o ar.
  • Desenrole a camisinha até a base do pênis, deixando-a ainda um pouco enrolada para pressionar e mantê-la segura. Se você tiver fimose, rebaixe o prepúcio antes de desenrolar a camisinha.
  • Caso você ache que a lubrificação que já vem na camisinha seja pouca, passe mais lubrificante à base de água depois de desenrolá-la. Não lubrifique o pênis antes de vestir a camisinha.
  • Depois de gozar, retire o pênis, ainda duro, do ânus de seu parceiro, segurando-o pela base para que a camisinha não fique dentro dele. Retire a camisinha de seu pênis antes que ele amoleça e tomando cuidado para não derramar o esperma. Depois de retirada, dê um nó e jogue-a no cesto de lixo. A camisinha não deve ser reaproveitada.
Confira essas dicas e não vacile. Faça a cabeça com elas.
  • No caso de fazer lavagens do interior do ânus ou vagina, nunca utilize água sanitária ou álcool. Eles são nocivos às mucosas internas do corpo humano.
  • Evite também o uso de sabões, detergentes ou cremes nas lavagens ou duchas retais/vaginais. Esses produtos irritam e fragilizam a mucosa anal e a vaginal, deixando de ser uma proteção. Use apenas água limpa.
  • Evite fazer lavagens ou duchas imediatamente antes de uma relação sexual. Elas tornam as mucosas mais frágil e podem favorecer a passagem do vírus para a corrente sangüínea.
  • Não se esqueça: lavagem freqüente diminui a flora e a proteção natural de seu intestino ou, no caso da mulher, de sua vagina.
  • Não faça uso de lubrificantes à base de óleo (vaselina, cremes, manteiga...) para aumentar a lubrificação da camisinha. Esse tipo de lubrificante superaquece e corrói o látex. É muito frustrante ter que interromper a transa para trocar a camisinha, não?
  • Evite ainda usar saliva ou esperma como lubrificantes.
  • Utilize apenas lubrificantes solúveis em água: K-Y ou Preserv-gel. Ao contrário dos outros, estes dão a sensação de umidade e não comprometem a qualidade da camisinha.
  • Por medida de segurança, evite o contato de mucosas com feridas do corpo do parceiro. Elas podem transmitir outras doenças.
  • Lave-se sempre antes e após qualquer transa. É uma forma de demonstrar carinho e respeito por seu corpo e pelo de seu parceiro.

É preciso estar ciente e consciente da situação vivida atualmente pelos portadores (doenças crônicas) hoje a AIDS é como uma outra doença crônica qualquer realizando o tratamento e acompanhamento médico específico e correto muitos estão vivendo e convivendo com esta doença maligna. O preconceito continua matando mais do que o próprio virús, no início muitas vidas foram ceifadas justamente pelo preconceito pois acreditava-se ser uma doença de homossexuais e prostitutas, certamente a perversidade do homem o fez sofrer todas as sequelas. Este sofrimento é consequência da aceitação das luxúrias do diabo, algumas pessoas relutam em aceitar e se dedicar a vida a Deus, Por isto sofrem sem rumo, sem uma direção, pois o Senhor Jesus Cristo é o caminho a verdade e a vida, mesmo assim fogem Dele por influência do maligno que as desvia, muitos até dizem "eu já aceitei Jesus" ou "tenho Jesus Cristo no coração" para se livrarem rapidamente de ouvir a sua palavra de salvação. Esta pessoas estão se enganando a si mesmas, pois haverá um julgamento, e este será realizado pelo próprio Senhor Jesus conforme a palavra de Deus constante em Apocalipse 21. (leia todo o capítulo)

Abaixo transcrevo versículos de João 10, nestes versículos o próprio Senhor Jesus nos dá as Suas determinações para a nossa vida aqui na terra; e para a salvação eterna:
"Em verdade, em verdade vos digo: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador. Mas o que entra pela porta é o pastor das ovelhas. A este o porteiro abre; e as ovelhas ouvem a sua voz; e ele chama pelo nome as suas ovelhas, e as conduz para fora. Depois de conduzir para fora todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz; mas de modo algum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. Jesus propôs-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar a casa; o filho fica entrará e sairá, e achará pastagens. O LADRÃO NÃO VEM SENÃO PARA ROUBAR, MATAR E DESTRUIR; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Eu sou o bom pastor; o bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas. Mas o que é mercenário, e não pastor, de quem não são as ovelhas, vendo vir o lobo, deixa as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e dispersa. Ora, o mercenário foge porque é mercenário, e não se importa com as ovelhas. Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas". 

domingo, 27 de novembro de 2011

Ana Luísa Martins Quinhones - Mais que vencedora!

Somos mais que vencedores pelo que Deus nos dá, 
não pelo que merecemos!

“Quem vos recebe, recebe [também] a mim, e quem me recebe, recebe [também] aquele que me enviou." "Mateus 10:40"


video

- Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. ... João 3:16


- Quem precisa se reconciliar com Jesus que o faça agora, quem deseja aceitar Jesus em seu coração e confessá-lo como único e suficiente salvador que o faça, Deus não simplesmente transforma sua vida Ele lhe dá uma vida nova... Busque a Deus enquanto Ele está perto o momento é agora... Aceitar a Jesus Cristo em seu coração não quer dizer que seus problemas suas lutas irão terminar mas com certeza você saíra de todas como vencedor...

- Quem crer e for batizado será salvo, quem porém não crer será condenado. "Marcos 16:16"

Seja à Deus toda a Honra e toda a Glória; pelo nosso nascimento 
e pela nossa vida!


Aproveite a oportunidade para deixar seu comentário que é muito importante para a manutenção e continuidade deste blog...
Acesse também: http://institutogamaliel.com/revista/?p=3145

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Os Resultados do Primeiro Pecado


A primeira transgressão do homem teve os seguintes resultados:

1. O concomitante imediato do primeiro pecado e, portanto, dificilmente um resultado dele no sentido estrito da palavra, foi a depravação total da natureza humana.

O contágio do seu pecado espalhou-se imediatamente pelo homem todo, não ficando sem ser tocada nenhuma parte da sua natureza, mas contaminando todos os poderes e faculdades do corpo e da alma. Esta completa corrupção do homem é ensinada claramente na Escritura Sagrada, em Gênesis 6.5; Salmos 14.3; Romanos 7.18.
A depravação total de que se trata aqui não significa que a natureza humana ficou logo tão completamente depravada como teria a possibilidade de vir a ser. Na vontade essa depravação manifestou-se como incapacidade espiritual.

2. Imediatamente relacionada com a matéria do item anterior, deu-se a perda da comunhão com Deus mediante o Espírito Santo.

Essa é simplesmente o reverso da completa corrupção mencionada no parágrafo anterior. Ambos podem ser combinados numa única declaração, de que o homem perdeu a imagem de Deus no sentido de retidão original. Ele rompeu com a verdadeira fonte de vida e bem-aventurança, e o resultado foi uma condição de morte espiritual, Efésios 2.1,5,12; 4.18.

3. Esta mudança da condição real do homem refletiu-se também em sua consciência.

Houve, primeiramente, uma consciência da corrupção, revelando-se no sentido de vergonha, e no esforço que nossos primeiros pais fizeram para cobrir a sua nudez. E depois houve uma consciência de culpa, que achou expressão numa consciência acusadora e no temor de Deus que isso inspirou.

4. Não somente a morte espiritual, mas também a morte física resultou do primeiro pecado do homem.

De um estado de posse “non mori” [imortal] ele desceu a um estado de “non posse no mori
[mortal]. Havendo pecado, ele foi condenado a retornar ao pó do qual fora tomado, Gênesis 3.19. diz-nos o apóstolo Paulo que por um homem a morte entrou no mundo e passou a todos os homem, Romanos 5.12, e que o salário do pecado é a morte, Romanos 6.23.

5. Esta mudança redundou também numa necessária mudança de residência.

O homem foi expulso do paraíso, porque este representava o lugar da comunhão com Deus, e era um símbolo da vida mais completa e de uma bem-aventurança maior reservadas para ele, se continuasse firme. Foi-lhe vedada a árvore da vida, porque esta era o símbolo da vida prometida na aliança das obras de Deus.


Fonte de Estudo e Pesquisa: Teologia Sistemática do autor, Ed. CEP ou LPC.


Mais estudos biblicos no site


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Jesus Cristo é o Caminho!

Problemas? Você está confuso? Perdido no caminho?

"O homem, nascido de mulher, vive breve tempo, cheio de inquietação" (Jó 14:1).
- Estas palavras, ditas milhares de anos atrás, expressam o sentimento de muitos dos que vivem hoje em dia. Agora, contudo, há  uma saída: Jesus Cristo. Ele disse de si mesmo, " Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim." (João 14:6). Para tudo que é verdadeiramente bom, tanto nesta vida como na vida vindoura, Jesus Cristo é o caminho.
- Seguir a Jesus como "o caminho" significa mais do que só louvá-lo com nossos lábios. Ele disse: "Por que me chamais 'Senhor, Senhor,' e não fazeis o que vos mando?" (Lucas 6:46). - "Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos" (João 8:31).
- A vida e o ensinamento de Jesus Cristo são encontrados nos primeiros quatro livros do Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas e João. Outros livros do Novo Testamento são também o ensinamento de Jesus, pois ele revelou-o pelo Espírito Santo, através de homens como Pedro e Paulo. Paulo escreveu: "Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo" (1 Coríntios 14:37). Seguir Jesus Cristo como o caminho, portanto, exige um estudo cuidadoso do Novo Testamento e um esforço determinado para viver como ele ordena.

Jesus, o Caminho para uma Vida Melhor

- Jesus declarou o propósito de sua vinda à terra com as seguintes palavras: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10). Jesus providencia esta vida melhor, oferecendo a solução para os problemas que tornam a vida difícil: culpa, insatisfação e medo. Ele não promete riqueza ou luxo, mas nos conforta com uma mensagem de um Pai amoroso no Céu, que cuida de seus filhos e que proverá  as coisas de que eles verdadeiramente necessitam. "Portanto, não vos inquieteis, dizendo 'Que comeremos?'. . . Pois vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas estas coisas; buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:31-33).
- As pessoas mais felizes no mundo são aquelas que mais completamente se dedicam a seguir Jesus Cristo como o caminho. "No qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória" (1 Pedro 1:8).

Jesus, o Caminho para o Perdão dos Pecados

- O pecado é uma ameaça mais séria contra nosso bem-estar do que qualquer perigo físico, econômico ou social, que enfrentemos. Entretanto, todos nós somos culpados de pecado e incapazes, por nós mesmos, de remover sua mancha. O pecado é violação da lei de Deus e somente Deus pode perdoá-lo. Ele providenciou nosso perdão através de Jesus. "No qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça" (Efésios 1:7). - "Carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados" (1 Pedro 2:24).
- Depois de seu sacrifício por nós, Jesus Cristo explicou como aqueles que estão perdidos no pecado podem ter a remissão dos pecados e serem salvos. "Assim está escrito que o Cristo havia de padecer e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações, começando de Jerusalém" (Lucas 24:46,47). - "Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado." (Marcos 16:16).

Jesus, o Caminho para Deus

- As pessoas perdidas necessitam mais do que perdão dos pecados. Elas precisam de recuperação daquela íntima união com Deus que perderam por seu pecado. Enviando Jesus ao mundo, "Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo" (2 Coríntios 5:19). Jesus declarou que só se pode chegar a Deus através dele. Ele disse: "Eu sou o caminho, e a vedade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6).

Jesus, o Caminho para Sair da Confusão Religiosa

- Muitos dos que desejam seguir a Cristo são repelidos pela multidão de igrejas e de doutrinas conflitantes ensinadas por aqueles que professam ser cristãos. Não precisamos fazer parte desta confusão. Jesus não a aprovou. Em Mateus 16:18, Jesus prometeu: "Edificarei a minha igreja." Lemos sobre o começo de sua igreja em Atos, capítulo 2; "Acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos" (Atos 2:47). O Senhor está ainda acrescentando à sua igreja aqueles que estão sendo salvos. Se somos salvos, estamos em sua igreja e unidos com todos os outros que nela estão. "Há  somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos" (Efésios 4:4-6).
- É bom para nós adorar e trabalhar com outras pessoas salvas, que são ligados conosco em Cristo por estes laços da união. Mas, se ingressamos em outro corpo (denominação), aceitamos outro senhor (autoridade religiosa) ou aderimos a outra fé (credo), estamos deixando a unidade pela qual Jesus  Cristo orou, em João 17:20-21.

Jesus, o Caminho para o Céu

- "Aos homens está  ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disso, o juízo" (Hebreus 9:27). A morte é a porta, tanto do céu como do inferno. Morrer em Jesus Cristo é morrer no caminho para o céu. "Então, ouvi uma voz do céu, dizendo, Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fádigas, pois as suas obras os acompanham" (Apocalipse 14:13).
"Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras [no sangue do Cordeiro], para que lhes assista o direito à àrvore da vida, e entrem na cidade pelas portas" (Apocalipse 22:14).


= Que Deus lhe abençoe, em nome de Jesus Cristo! Amém! =

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Civilização Suméria e os Céus!

Assista o video tire suas conclusões e se tiver dúvidas leia a Bíblia Sagrada no livro de Gênesis com certeza as dúvidas serão sanadas, caso contrário, faça uma oração pedindo a Deus que lhe dê a direção a seguir...


video



Gênesis Capítulo 1


Deus criou os céus a terra e o universo, cada um tem o direito de crer no que quiser; eu creio que Deus criou simplesmente tudo! E você no que crê...

Fonte de Estudos e Pesquisa: www.históriasdaterra.com

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Jesus, O Caminho!

Encontrando Jesus, o Caminho

- Seguir Jesus Cristo como o Caminho significa seguir seu exemplo e ensinamento. Ele disse: "Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos" (João 8:31). Jesus Cristo censurou as pessoas do seu tempo que diziam aceitá-lo como Senhor, mas negligenciavam seu ensinamento. "Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando?" (Lucas 6:46). A Bíblia é a única fonte confiável de informação sobre Jesus Cristo. Produtores de filmes e autores de romances tomam muitas liberdades ao contarem histórias sobre ele. Muitos pais e conhecidos que nos falam sobre Jesus Cristo jamais fizeram um estudo sério da Bíblia. Freqüentemente, pregadores e professores que estudaram a Bíblia por muitos anos, acrescentam tantas das próprias opiniões e filosofias, que dificilmente podemos saber o que é da Bíblia e o que não é. O fato de que eles diferem tão largamente é prova de que muitos estão enganados. É essencial, então, que cada um de nós faça seu próprio estudo da fonte original da verdade sobre Jesus.

Jesus Cristo no Velho Testamento

- A Bíblia está  dividida em duas partes principais, o Velho Testamento e o Novo Testamento. A escrita do Velho Testamento foi completada 400 anos antes de Jesus nascer; entretanto, contêm muitas coisas sobre Ele. O Velho Testamento nos dá vislumbres de Jesus, num estado pré-carnal. Quando Deus estava a ponto de fazer o homem, ele disse a outro ser divino: "Façamos o homem à nossa imagem" (Gênesis 1:26). O Novo Testamento identifica este ser divino como "o Verbo." "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez" (João 1:1-3).
- O Velho Testamento profetisa seu nascimento de uma virgem. "Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará  Emanuel" (Isaías 7:14). O nome Emanuel significa "Deus conosco" (Mateus 1:23). O Velho Testamento até prediz o lugar de seu nascimento em Miquéias 5:2.

Jesus nos Evangelhos

- O Novo Testamento registra o cumprimento das predições do Velho Testamento. João testifica: "E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai" (João 1:14). Quatro escritores dão relatos sobre sua vida. Estes relatos são chamados comumente os Evangelhos, uma palavra que significa "boas novas." Cada um dos escritores parece ressaltar alguma coisa diferente sobre Jesus. Mateus frisa seu ensinamento, especialmente aquele relativo ao "Reino do céu." - Marcos apresenta os milagres de Jesus, mostrando seu poder. - Lucas parece sublinhar a perfeita humanidade de Jesus sem desvalorizar sua divindade. - João parece realçar a perfeita divindade de Jesus, sem desvalorizar sua humanidade. Ninguém pode conhecer Jesus, o caminho, se não tiver lido estes registros cuidadosamente. Lendo-os, podemos até ser surpreendidos ao ver o quanto Jesus difere daquele ser imaginário, que foi criado em nossas mentes pela má informação tão comumente circulada entre nós.


Jesus no Livro de Atos e nas Epístolas

- Os evangelhos não contêm todo o ensinamento de Jesus. Eles relatam somente o que ele ensinou quando estava na terra. Isto tinha que ser limitado ao que seus discípulos poderiam compreender, no pouco tempo em que Jesus, esteve com eles. Antes que ele os deixasse, contou-lhes a maneira pela qual continuaria a falar-lhes: "Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora; quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará  por si mesmo, mas dirá  tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir. Ele me glorificará , porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar" (João 16:12- 14). O Espírito Santo veio sobre eles logo depois que Jesus retornou ao Céu. "Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedeu que falassem" (Atos 2:4).
- Isto significa que o ensinamento e os escritos dos apóstolos inspirados, que encontramos no restante do Novo Testamento, são o ensinamento de Jesus tanto quanto o que lemos nos evangelhos. O apóstolo Paulo escreveu: "Se alguém se considera profeta ou espiritual, reconheça ser mandamento do Senhor o que vos escrevo" (1 Coríntios 14:37).

Nenhuma Outra Revelação

- A revelação de Jesus Cristo e seu ensinamento no Novo Testamento é completa. Os escritores advertiram: "Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema"(Gálatas 1:8). O escritor do último livro do Novo Testamento dá este aviso: "Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará  os flagelos escritos neste livro" (Apocalipse 22:18).

Velho ou Novo Testamento?

- Ainda que muitas coisas sobre Jesus Cristo Ele. "Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho" (Hebreus 1:1-2). Isto significa que não devemos voltar ao Velho Testamento para aprender como seguir Jesus, o caminho. A lei do Velho Testamento foi dada simplesmente para conduzir homens a Jesus. "De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos justificados por fé. Mas, tendo vindo a fé, já não permanecemos subordinados ao aio" (Gálatas 3:24-25).
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=
O que quer dizer "aio" descrito em Gálatas 3:24-25?
A palavra "aio" ou "tutor" (NVI) vem de uma palavra grega que quer dizer, literalmente, "uma pessoa que conduz uma criança". Os aios na época do apóstolo Paulo foram servos responsáveis pela proteção dos filhos de seus    senhores, levando-os para a escola, corrigindo-os, etc. Não foram os professores, nem os pais, mas serviam para cuidar da criança. É claro que esta função foi temporária. Quando o filho chegou à maioridade, não estava mais sujeito ao aio.

= Que Deus lhe abençoe, em nome de Jesus Cristo! Amém! =

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

A Igreja Verdadeira


A igreja verdadeira pode ser identificada por sucessão histórica?

Jesus prometeu edificar uma única igreja (Mateus 16:18). Ele comunicou seu desejo de que seus seguidores mantivessem a unidade um com o outro e com Deus (João 17:21-23). O apóstolo Paulo lamentou e condenou o partidarismo que se enraizou entre os coríntios (1 Coríntios 1:10-13). Ele afirmou que “há somente um corpo” e disse que a igreja é o corpo de Cristo (Efésios 4:4; 1:22-23). Diante de fatos como estes, não é difícil entender a preocupação de alguns grupos religiosos em defender suas posições como a “única igreja verdadeira”. Realmente existe uma única igreja verdadeira, e as falsas, que não foram plantadas por Deus, serão arrancadas (Mateus 15:13).
Mas será que esta única igreja verdadeira pode ser identificada como uma organização religiosa terrestre? Ela tem endereço físico e nome oficial?
Vários grupos religiosos confundem a única igreja verdadeira das Escrituras Sagradas com alguma organização identificável aqui na Terra e procuram justificar suas afirmações por meio de uma sucessão histórica. A mais conhecida destas certamente é a Igreja Católica (romana), que se considera a verdadeira e original por acreditar ser a extensão histórica da igreja do primeiro século. Outras, como algumas igrejas batistas, procuram traçar uma linhagem de congregações do primeiro século ao longo da história para justificar sua posição como a igreja verdadeira hoje. E ainda outras traçam suas origens a algum momento da história em que Deus supostamente teria agido por meio de um ou mais homens para restabelecer ou restaurar sua igreja, e confiam no seu legado como descendentes destes movimentos.
A Bíblia Sagrada mostra o erro destas tentativas de validar a existência de uma organização atual como a única igreja verdadeira. Mesmo entre pessoas que corretamente olhavam para certa sucessão histórica, Jesus disse que tal linhagem não servia para validar a posição diante de Deus (João 8:31-56). A marca do povo de Deus não foi a descendência histórica, mas sim a obediência ao Pai e a Sua palavra. Os apóstolos e outros autores do Novo Testamento continuaram ensinando a mesma coisa (Romanos 2:28-29; Gálatas 3:26-29).
A base da unidade da igreja verdadeira no primeiro século foi a aceitação da única verdade (1 Coríntios 1:10; João 17:17-23). É a mesma base que deve unir os discípulos de Cristo hoje. Não serão identificados por traçar uma linhagem histórica, por usar uma placa padronizada, ou por seguir ordens de algum homem, concílio, congresso ou conferência. A igreja verdadeira é composta de pessoas chamadas para sair do pecado e servir a Jesus em espírito e em verdade. Estas pessoas são a verdadeira “igreja dos primogênitos arrolados nos céus” (Hebreus 12:23).
Ouvi, certa vez, em uma pregação uma pastora dizer que: “Se a placa da igreja fosse tão importante; estaria do lado de dentro da igreja e não fora” – Isto é real pois no céu não haverão placas e sim os verdadeiros cristãos (verdadeira igreja).

Fazer o que devemos: As chaves para a consistência!



Há poucos entre nós que não gostariam de melhorar a consistência de sua obediência. Fazemos o que acreditamos ser um esforço honesto para agradar a Deus, mas nós nos encontramos tropeçando e falhando em seguir a nossa consciência. Podemos identificar a dor que o apóstolo Paulo descreveu em Romanos 7:15-24: “Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto...Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço...Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?" É esta desventurança, é claro, que originalmente nos trouxe ao pé da cruz buscando sermos salvos. Porém tendo sido perdoados dos nossos pecados anteriores, nós nos encontraremos frustrados nas falhas na nossa obediência.
O pecado é uma realidade contínua  para nós, mesmo como cristãos. João escreveu: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” (1 João 1:8). Isto quer dizer que continuaremos a lutar com o pecado enquanto vivemos neste mundo. Apesar de tentarmos como podemos (e como devemos), nós não conseguimos ser perfeitos. O fato de sermos falíveis, porém, não quer dizer que somos incapazes. Há algo que podemos fazer, e é simplesmente isso: podemos melhorar! Podemos aprender a sermos mais consistentes na nossa obediência. E simplesmente não podemos nos permitir a aceitar algo menos.
Me parece que este é um assunto de imensa importância. Aprender a ganhar vitórias cruciais contra o pecado e realmente crescer na consistência da nossa obediência é, acredito, um dos maiores desafios diante do povo do Senhor na nossa época. Pretendo devotar o resto da minha vida a “destrancar” este assunto, principalmente para a minha própria necessidade espiritual, mas também para o benefício de qualquer outra pessoa que ouvirá o que uma pessoa que também luta tem descoberto.
Pelo valor que tiver, o seguinte é o resumo de uma série de cinco pregações que estou tentando preparar para somar aquilo que aprendi até agora, principalmente nos últimos cinco ou seis anos. Estes princípios significam mais para mim num nível pessoal do que qualquer outra coisa que eu tenho tentado aprender ou ensinar. Estou convencido de que, se você considerá-los com muito pensamento, você verá a possibilidade de algumas coisas que poderiam fazer uma diferença real na sua vida também.
1. Esclarecer o nosso caráter. Não faremos muito progresso em melhorar a nossa conduta até que vejamos que a nossa conduta é produzida pelo nosso caráter. Se freqüentemente nos encontramos agindo de maneiras que contradizem o que dissemos que são os nossos princípios, em algum ponto temos que perguntar se estes são verdadeiramente os nossos princípios reais! Talvez precisemos esclarecer quem é que realmente pretendemos ser, e fortalecer o nosso compromisso com aquelas coisas que dizemos ser os nossos princípios.
2. Manter a nossa visão limpa. Até quando nós somos verdadeiramente e profundamente comprometidos com os princípios da justiça, o diabo é engenhoso em encontrar meios de nos distrair e nos enganar, fazendo-nos momentaneamente esquecer como certas coisas são importantes para nós. Devemos aprender como, nos momentos difíceis, lembrar quem nós somos. Devemos desenvolver a habilidade de parar e pensar. A chave para a obediência do próprio Jesus era a sua habilidade de manter em foco claramente quem ele realmente era e para onde ele estava indo. Devemos olhar “firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hebreus 12:2).
3. Treinar a carne. Se acharmos que a nossa carne está fraca demais para carregar de uma maneira confiável as instruções do nosso espírito, precisa ser fortalecida. Se tem sido indisciplinada por um tempo longo, a carne está acostumada a fazer o que quiser e resistirá ser colocada em submissão a uma autoridade maior. Mas com tempo e treinamento incremental, pode-se trazer a carne para a submissão. Paulo disse: “Mas esmurro o meu corpo e o reduzo à escravidão” (1 Coríntios 9:27). A carne não precisa ser o tropeço que o deixamos ser no passado. Há coisas específicas que podemos fazer para fortalecê-la. Pode, de fato, ser treinada a ser um dos nossos aliados espirituais maiores. Podemos aprender a usar os nossos corpos corretamente, como instrumentos pelo qual Deus será glorificado (1 Coríntios 6:20).
4. As fontes da força espiritual. Em momentos de necessidade específica, não podemos ter acesso a mesma força espiritual que os santos de antigamente se não vivemos como eles viveram. Há certas atividades que são os meios pelos quais adquirimos a força espiritual e a sabedoria, e devemos construir estas “disciplinas” nas nossas vidas diárias. Coisas tais como oração, estudo das Escrituras, adoração, meditação e comunhão com o povo de Deus podem parecer comuns, mas são nada menos do que as atividades pelas quais nos tornamos fortes no nosso relacionamento com Deus. Está na hora de aprendermos como olharmos de maneira prática para estas disciplinas como fontes de crescimento e força espiritual.
5. Obediência de momento a momento. Tudo sobre a vida e a piedade chega ao domínio pacífico dos momentos que vêm e vão. Ninguém é forte ou sábio o suficiente para lidar com tudo que a vida nos manda de uma vez, e apenas nos desanimamos tentando tomar uma abordagem maior a obediência do que é possível. A verdade é que, a vida chega para nós em momentos, um de cada vez, e estes momentos individuais sempre são possíveis de lidar. Há muitas coisas que podemos aprender para nos ajudar a lidar com eles de maneira mais bem-sucedida na nossa obediência a Deus. É possível nós vivermos o mesmo tipo de vida que Enoque, que “antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus" (Hebreus 11:5).
A obediência a Deus nunca pode ser completamente “automática”. Não há nenhuma maneira de eliminar a necessidade de escolher a obediência em cada momento que acontece conosco. Sim, há coisas que podemos aprender que nos ajudarão. E sim, podemos pegar um certo embalo que terá a tendência de nos manter indo na direção certa. Mas levando em conta todas estas coisas, ainda devemos dizer que os atos individuais de piedade são escolhas que devemos fazer.
Nem sempre faremos as escolhas certas, é óbvio. Não podemos ser perfeitos, mas podemos melhorar. 1. Podemos melhorar o nosso próprio caráter, esclarecendo quais são nossos verdadeiros princípios e fazendo um compromisso mais forte para com eles. 2. Podemos manter a nossa visão mais clara e nos esforçar mais em ver as distrações do diabo. 3. Podemos, pelo treino paciente, ensinar a nossa carne a ser mais forte, isto é, mais um aliado e menos um inimigo. 4. Podemos desenvolver mais as disciplinas espirituais e viver um estilo de vida geral que conduz a força espiritual. 5. Podemos melhorar em como lidamos com os momentos e tornar-nos mais consistentes nas nossas escolhas.
Resumindo, podemos aprender a sermos mais "limpos de coração" (Mateus 5:8). Podemos viver diante do nosso Deus com uma paixão mais inteira por ele a sua vontade. Podemos ser "aquele que se aproxima de Deus" (Hebreus 1:6). E "esquecendo...das coisas que para trás ficam e avançando para s que diante de mim estão", podemos ser aqueles que prosseguem “para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:13-14).

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Libertando-se da Infidelidade



Leia Mateus 25.14-18

            Um dos versículos que soam melhor aos ouvidos de qualquer discípulo é este: Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. (Mateus 25.21 e 23).  Este verso faz parte da Parábola dos Talentos e é repetido duas vezes.  Todos queremos ouvir os adjetivos bom e fiel.
            Acontece que para quem tem o espírito da infidelidade a Palavra não é nada agradável de se ouvir: E lancem o servo inútil nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes. (Mateus 25.30). Hoje, o Senhor usará este estudo para desmascarar todo espírito de infidelidade que porventura ainda prenda algum de seus discípulos.  Seu chamado não é para “entreter servos maus e negligentes”, mas para discipular servos bons e fiéis ao Senhor.

            Eis as principais influências que o espírito da infidelidade provoca:

a)      O espírito da infidelidade leva à incredulidade: O servo mau e negligente da Parábola dos Talentos – estes foram os adjetivos usados pelo Senhor para descreve-lo (Mateus 25.26), não creu na Visão do seu Senhor, que disse que ele seria capaz de multiplicar o seu talento. Conforme o versículo 15, o Senhor viu capacidade em cada um de seus servos e por isso lhes confiou os talentos. Há forças espirituais malignas que não querem que você creia na Visão que Deus tem para você.  Lembre-se, por exemplo, de Gideão – como foi difícil para ele acreditar na Visão de Deus de que ele era um varão valente e valoroso. 
b)      O espírito da infidelidade leva à murmuração: O servo mau e negligente declarou ao Senhor: Eu sabia que o senhor é um homem severo, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. (Mateus 25.24).  Observe como ele está transferindo a responsabilidade pela sua negligência para o seu líder.  Em outras palavras, ele quis dizer que a maneira do seu senhor ser o levou a esconder o talento. Da mesma forma o espírito da infidelidade leva o discípulo tanto a murmurar contra Deus como até mesmo para com seu discipulador. O servo mau e negligente sempre transferirá a sua responsabilidade pela infidelidade para o que ele acha que conhece de falhas do seu líder.  Pois trate logo de rejeitar este espírito de infidelidade na sua vida, irmão!
c)      O espírito da infidelidade leva ao medo: E o medo leva ao planejamento do fracasso. O servo mau e negligente disse: Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence. (Mateus 25.25).  O medo de falhar o levou a desistir e paralisar o que poderia fazer.  Rejeite logo toda ação do espírito de infidelidade e todo medo de falhar que possa estar paralisando suas conquistas.

E como fazer para ser um servo bom e fiel?

1.      O servo bom e fiel é uma pessoa decidida e corajosa.  Ela tem coragem de multiplicar os talentos que o Senhor lhe deu. Não importa se são cinco, dois ou um. Cada um de nós recebe de Deus algo que pode ser usado para abençoar outras pessoas.
2.      O servo bom e fiel é uma pessoa que confia na Visão de Deus. Se o Senhor, através de seu líder, disse que você pode, não fique com medo e nem enterre seu talento. Saia a campo e conquiste os territórios que Deus que lhe dar.
3.       O servo bom e fiel confia que Deus capacita os escolhidos.  Isto mesmo: Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos.  Tendo Ele lhe escolhido, certamente capacitará você a cumprir seus propósitos. Aquele que se sente totalmente capacitado para fazer tudo o que Deus lhe manda, certamente não estará fazendo tudo o que Deus lhe manda. Pois Deus sempre quer que saibamos que não foi a nossa capacidade, mas o Seu Espírito Santo, que nos capacitou e que é em Cristo que somos mais do que vencedores.
4.      O servo bom e fiel se mantém motivado. Na Parábola, após entregar os talentos aos servos, o Senhor ausentou-se em viagem. Temos nossos líderes, os conservos, a Igreja... Porém, o nosso principal motivador é o próprio Espírito Santo de Deus. Não abra mão da ajuda dEle.
5.      O servo bom conhece a lei da semeadura e da colheita. Observe na Parábola que o talento do mau e negligente foi tirado e entregue ao que tinha mais, ao que já possuía dez talentos para administrar! (Mateus 25.28 e 29).  Deus sempre honrará os servos que semeiam fidelidade e obediência.


Ore com todos e leve-os a rejeitar em suas vidas todo espírito de infidelidade bem como suas manifestações: incredulidade, murmuração e medo. Desafie cada um deles a se posicionar como um servo bom e fiel do Senhor Jesus Cristo. Leve-os a declarar que têm cada uma das cinco características do servo liberto da infidelidade.

Que Deus o abençoe e lhe multiplique por mil (Deuteronômio 1.11).

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Sociedade Biblica do Brasil firma parceria com o Exército Brasileiro

SBB firma parceria com o Exército 

Da esq. para a dir., estão o tenente-coronel Ivan Xavier, o coronel e capelão, Lindenberg Freitas, e o assistente social da SBB no Rio de Janeiro, Jone Iglesias, durante a assinatura de parceria para levar a Palavra de Deus às famílias do Complexo do Alemão.

No último dia 29 de setembro, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) assinou convênio de parceria com o Comando Militar do Leste do Exército Brasileiro, no Rio de Janeiro. A iniciativa consiste em distribuir literatura bíblica às famílias do complexo do Alemão, com o auxílio da equipe de soldados da força de pacificação instalada na comunidade. 

“Algumas atividades religiosas já foram realizadas em várias comunidades do complexo, mas precisamos de um apoio maior para poder disseminar as Escrituras Sagradas aos moradores locais. Creio que só a Palavra de Deus pode trazer paz aos corações que vivem em guerra”, relatou o coronel Lindenberg Freitas, que é capelão do Exército e atua no complexo. 

A Igreja Perseguida!



Em pleno Século 21, evidenciamos tudo isto porque o maligno continua tentando destruir a obra de Deus e não quer permitir que o homem seja salvo e consequentemente tenha a vida eterna... 


video



Missionários do mundo todo sofrem tudo isto, por amor a Jesus Cristo e a Palavra de Deus é semeada com amor de dor...

Acesse o site abaixo e saiba mais sobre as missões da Igreja e o que sofrem seus missionários para dar conhecimento da palavra de Deus, em países que ainda não aceitam a Deus... No Brasil somos abençoados, mas acomodados...


www.portasabertas.org.br


Água com estômago vazio!!! Leiam, é super interessante.


 
IMPORTANTE LEIA E MEDITE
 
Quanto mais se sabe, maiores hipóteses de sobrevivência...
 
Um cardiologista diz que se todos que receberem esta mensagem, a enviarem a pelo menos uma das pessoas que conhecem, pode ter a certeza de que, pelo menos, poderá salvar uma vida.
Beba água com estômago vazio.
Hoje é muito popular, no Japão, beber água imediatamente ao acordar. Além disso, a evidência científica tem demonstrado estes valores. Abaixo divulgamos uma descrição da utilização da água para os nossos leitores.
Para doenças antigas e modernas, este tratamento com água tem sido muito bem sucedido....
Para a sociedade médica japonesa, uma cura de até 100% para as seguintes doenças:
Dores de cabeça, dores no corpo, problemas cardíacos, artrite, taquicardia, epilepsia, excesso de gordura, bronquite, asma, tuberculose, meningite, problemas do aparelho urinário e doenças renais, vômitos, gastrite, diarreia, diabetes, hemorroidas, todas as doenças oculares, obstipação, útero, câncer e distúrbios menstruais, doenças de ouvido, nariz e garganta.
 
Método de tratamento:
1. De manhã e antes de escovar os dentes, beber 2 copos de água.
2. Escovar os dentes, mas não comer ou beber nada durante 15 minutos.
3. Após 15 minutos, você pode comer e beber normalmente.
4. Depois do lanche, almoço e jantar não se deve comer ou beber nada durante 2 horas.
5. Pessoas idosas ou doentes que não podem beber 2 copos de água, no início podem começar por tomar um copo de água e aumentar gradualmente.
6. O método de tratamento cura os doentes e permite aos outros desfrutar de uma vida mais saudável...
 
A lista que se segue apresenta o número de dias de tratamento que requer a cura das principais doenças:
1. Pressão Alta - 30 dias
2. Gastrite - 10 dias
3. Diabetes - 30 dias
4. Obstipação - 10 dias
5. Câncer - 180 dias
6. Tuberculose - 90 dias
7. Os doentes com artrite devem continuar o tratamento por apenas 3 dias na primeira semana e, desde a segunda semana, diariamente.
 
Este método de tratamento não tem efeitos secundários. No entanto, no início do tratamento terá de urinar frequentemente.
É melhor continuarmos o tratamento mesmo depois da cura, porque este procedimento funciona como uma rotina nas nossas vidas. Beber água é saudável e dá energia.
Isto faz sentido: o chinês e o japonês bebem líquido quente com as refeições, e não água fria.
Talvez tenha chegado o momento de mudar seus hábitos de água fria para água quente, enquanto se come.. Nada a perder, tudo a ganhar!
 
Para quem gosta de beber água fria.
 
Beber um copo de água fria ou uma bebida fria após a refeição solidifica o alimento gorduroso que você acabou de comer. Isso retarda a digestão.
Uma vez que essa 'mistura' reage com o ácido digestivo, ela reparte-se e é absorvida mais rapidamente do que o alimento sólido para o trato gastrointestinal. Isto retarda a digestão, fazendo acumular gordura em nosso organismo e danifica o intestino.
É melhor tomar água morna, ou se tiver dificuldade, pelo menos água natural.
 
Nota muito grave - perigoso para o coração:
As mulheres devem saber que nem todos os sintomas de ataques cardíacos vão ser uma dor no braço esquerdo.
Esteja atento para uma intensa dor na linha da mandíbula. Você pode nunca ter primeiro uma dor no peito durante um ataque cardíaco.
Náuseas e suores intensos são sintomas muito comuns.
60% das pessoas têm ataques cardíacos enquanto dormem e não conseguem despertar. Uma dor no maxilar pode despertar de um sono profundo...
Sejamos cuidadosos e vigilantes.
Quanto mais se sabe, maior chance de sobrevivência...
Um cardiologista diz que se todos que receberem esta mensagem, a enviarem a pelo menos uma das pessoas que conhecem, pode ter a certeza de que, pelo menos, poderá salvar uma vida.
 
 
Ser um verdadeiro amigo é comentar este artigo para todos os seus amigos e conhecidos.

Acabei de fazer isso, para você!
 

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!

Classificação da Perseguição Religiosa 2016!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2016.

Noticias Gospel Mais...

Parceria

O Evangelho de Jesus Cristo, alçando o Mundo!

My Instram